Black Friday Ubannet

12/03/2019 às 08h47m - Atualizado em 12/03/2019 às 13h06m

Empresária é morta a facadas pelo companheiro dentro de casa durante discussão por ciúmes no Ceará

Homem também esfaqueou o filho e sobrinho da vítima. Polícia informou que o suspeito será indiciado por feminicídio e tentativa de duplo homicídio.

empresaria_morta_facadas

Do G1 Ceará

Uma empresária de 50 anos foi morta a facadas pelo companheiro dentro de casa na cidade de Itapipoca, na Região Norte do Ceará. Segundo a polícia, o homem de 42 anos esfaqueou a vítima com duas facas durante uma discussão motivada por ciúmes. Ela ia realizar o sonho de ter um negócio próprio na próxima semana.

A vítima foi identificada como Lucilene Galdino Albuquerque. Ela foi atingida por diversos golpes de faca. Depois de assassinar a empresária, o agressor tentou matar o filho e o primo dela, que também estavam dentro da residência.

Vizinhos ouviram gritos vindos da casa e acionaram a polícia. No momento em que os policiais militares da Força Tática (FT) chegaram ao local, o suspeito tentou cometer suicídio, mas foi impedido pelos agentes de segurança.

Filho e sobrinho socorridos

O filho da vítima que ficou ferido durante a agressão foi encaminhado para o Hospital Instituto Doutor José Frota, no Centro de Fortaleza. Já o primo foi internado em um hospital do município de Itapipoca.

O corpo da empresária Lucilene Galdino foi encaminhado para a Perícia Forense do município.

O suspeito foi preso em flagrante dentro da residência do casal. Uma equipe da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce) e outra da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) estiveram no local, onde realizaram os primeiros levantamentos.

A Polícia Civil informou que o suspeito será indiciado pelo crime de feminicídio, que é o homicídio cometido contra mulher em razão do gênero. Além disso, o suspeito também deve responder por tentativa de duplo homicídio.

Sonho profissional

A vítima era conhecida na cidade como Lu Fahion e estava a dias de realizar o sonho de sua vida profissional. Após trabalhar como esteticista há 20 anos, ela ia inaugurar um centro de estética na próxima semana. O empreendimento foi resultado de duas décadas economizando dinheiro.

"Era uma mulher trabalhadora, criou os filhos sozinha e ia realizar o sonho na próxima semana, inaugurando o centro de estética. A gente fica com o coração partido" disse a sobrinha dela, Leila Galdino.

 

Comentários

Outras notícias