Black Friday Ubannet

09/03/2018 às 10h34m - Atualizado em 10/03/2018 às 07h07m

Vereador propõe compra de 41 mil raquetes para acabar com mosquitos

Vereador afirma que o pedido é um protesto contra o descaso da prefeitura de Toritama

vereador_birino_do_sao_joao

Reclamando do excesso de mosquitos na cidade, o vereador Birino do São João (PSDB) propôs à prefeitura de Toritama que comprasse 41 mil raquetes para solucionar o problema. Ao JC o vereador afirmou que o requerimento foi uma forma de protesto pelo descaso da prefeitura em relação aos focos de mosquito. "Ele (o prefeito) fez uma aquisição de um carro fumacê, mas só está desfilando na rua. Até agora ele não foi matar a muriçoca no foco."

O vereador reconhece que o município não poderia arcar com as raquetes. "Com medo do que aconteceu no passado, de uma nova onda dengue e chicungunha, resolvi fazer essa indicação. Condições o município não tem, mas fiz em forma de protesto".

Veja o requerimento na íntegra

28871869_979656705520887_353621025600045056_n

Confira na íntegra a resposta da Prefeitura

A Prefeitura, através das Secretarias de Saúde, Meio Ambiente e Secretaria de Obras e Urbanismo desenvolvem ações integradas para a prevenção e combate a proliferação de mosquitos e outros agentes transmissores de doenças, ressaltando que o Cuidado com a população é uma marca da atividade administrativa de Toritama, desde o ano de 2017.

Um grande exemplo dessas ações conjuntas foram os resultados alcançados ainda em 2017, com o fechamento do Lixão que há décadas degradava o meio ambiente, causando prejuízos aos toritamenses e as cidades circunvizinhas. Além desse importante feito, outras ações vêm sendo desenvolvidas, dentre elas a compra no ano passado de uma bomba para pulverização que é realizada em todos os bairros através do carro “fumacê”, além da visitação dos agentes de endemias, como também o tratamento nas águas do rio com aplicação de larvicidas.

A Assessoria de Comunicação fora surpreendida com a divulgação da notícia do Requerimento do Vereador, através das redes sociais e pela matéria divulgada no Jornal do Comércio, mas afirmamos que não recebemos, até o momento indicação ou requerimento com aludido conteúdo. A Municipalidade resiste em acreditar que expediente impróprio, inoportuno e nada condizente com a seriedade que impõe o exercício das prerrogativas da vereança, teria sido expedido pelo edil Severino Antônio da Silva.

Entendemos que a discordância e oposição são essenciais no Estado Democrático de Direito, respeitamos e agradecemos as críticas construtivas, pois as mesmas somam e agregam no processo de aprimoramento da gestão. No entanto, repudiamos práticas avessas à seriedade que a Política impõe nesse momento de desafios para a reconstrução de Toritama.

Esclarecemos que as políticas públicas estão sendo executadas pela Prefeitura para acabar com a proliferação de mosquitos, com investimentos na Atenção Básica, na prevenção de arboviroses e o controle larvário feito pelos agentes municipais de endemias, realizado diariamente nas residências e não serão medidos esforços e investimentos para melhor atender a população e o trabalho não irá cessar até que a problemática seja resolvida.

Por Vinícius Sales/JC Oline

Comentários

Outras notícias