02/03/2016 às 13h37m - Atualizado em 02/03/2016 às 13h40m

Rubro-negros se despedem do ídolo Leonardo

A pedido da família, o sepultamento não acontecerá mais no Recife, mas, sim, em Picos-PI - cidade natal do ex-atleta.

O corpo do atacante Leonardo será levado pelo carro dos Bombeiros até o Aeroporto Internacional do Recife. A pedido da família, o sepultamento não acontecerá mais no Recife, mas, sim, em Picos-PI - cidade natal do ex-atleta. Leonardo está sendo velado na Ilha do Recife desde a meia-noite desta terça-feira, na sede do clube, onde familiares,amigos e admiradores se despedem do ídolo.


A alteração do local do enterro deve-se ao fato de a maior parte da família de Leonardo - inclusive a mãe do ex-atacante - residirem em Picos. O translado do corpo será feito de avião na tarde desta quarta-feira. O velório na Ilha do Retiro deve seguir até as 14h30. O enterro de Leonardo deve acontecer somente na quinta-feira.

Desde a madrugada as homenagens ao artilheiro já haviam começado. Do lado de fora, torcedores expunham um bandeiras com a imagem do camisa 7. Muitos deles foram impedidos de entrar pelos seguranças do clube, que cumpriam a rotina de barrar não-sócios até serem reorientados pela diretoria leonina.

Presentes na cerimônia estavam poucos ex-companheiros como Chiquinho, que não quis falar, e ex-dirigentes como Wanderson Lacerda, que o contratou em 1992. “O legado de Leonardo é o de um grande pai de família, um grande atleta de futebol é um jogador que encheu de alegria os corações da nação rubro-negra”, afirmou o ex-presidente.

Quem também apareceu para saudar Leonardo foi Constantino Junior, vice-presidente do Santa Cruz. Ele recordou o talento do atacante, acima de qualquer paixão clubística. "Eu, como um cara que, antes de tudo, sou um amante do futebol, fui muito encantado com tudo que ele fazia dentro de campo, independente da camisa que ele vestisse", declarou.


As informações são do Superesportes

Comentários

Outras notícias