Black Friday Ubannet

27/02/2018 às 15h42m - Atualizado em 27/02/2018 às 15h53m

Timbaúba: Quase 900 pessoas são contratadas irregularmente pela prefeitura na gestão do prefeito Ulisses Felinto Filho, diz TCE

A auditoria do Tribunal de Contas apontou a ausência de justificativa nas contratações sem a realização de concurso público no exercício de 2017.

prefeitura

A Segunda Câmara julgou ilegal o processo (TC n. 1726230-6) da relatoria do conselheiro substituto Luiz Arcoverde Filho, referente a 834 contratações temporárias realizadas pela Prefeitura de Timbaúba para o desempenho de várias funções, no exercício de 2017, na gestão do prefeito Ulisses Felinto Filho.

A auditoria realizada pelo Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco, apontou, entre outras irregularidades, a ausência de fundamentação para justificar as contratações sem a realização de concurso público. Além disso, não houve seleção simplificada, o que contrariou os princípios da impessoalidade, moralidade e eficiência.

Em seu voto, Luiz Arcoverde Filho destacou que as justificativas para as contratações foram genéricas, feitas sem necessidades específicas. Durante a sessão o procurador Gilmar Severino de Lima representou o Ministério Público de Contas.

Comentários

Outras notícias