Black Friday Ubannet

25/02/2018 às 10h23m - Atualizado em 25/02/2018 às 12h09m

Operação policial apreende mais de uma tonelada de maconha em Itabaiana, na Paraíba

Na operação na cidade paraibana limítrofe com Timbaúba-PE, três acusados de tráfico foram presos e dois veículos apreendidos. Drones foram utilizados no monitoramento dos suspeitos.

itabaiana_maconha

Mais de uma tonelada de maconha em tabletes foi apreendida durante uma operação conjunta das polícias Militar e Civil em uma casa na cidade de Itabaiana, no Agreste paraibano, na tarde do sábado (24). De acordo com a PM, a casa funcionava como um dos principais pontos de distribuição de drogas no estado e a polícia utilizou drones e um cão farejador para auxiliar nas buscas.

Segundo a polícia, denúncias anônimas indicavam que a casa servia como um armazém de drogas. A residência tinha monitoramento por câmeras e para identificar o local, a polícia utilizou drones.

“A residência ficava na saída da cidade, com cercas elétricas e toda monitorada por câmeras. A droga estava enterrada, envolvida em lonas” explicou o delegado Felipe Castelar, da 9ª Delegacia Seccional.

Durante a ação da polícia, três pessoas foram presas. Dois homens de 39 anos, naturais de Ribeirão Preto, em São Paulo, e um idoso de 60 anos, que é de Itabaiana. Segundo a PM, o idoso dava apoio aos outros dois suspeitos.

Segundo o comandante do Grupamento Especializado de Operações em Área da Caatinga da PM (GEOsAC), major Wherick Felício, os suspeitos usavam um carro adesivado com a logomarca de uma empresa de baterias para auxiliar na distribuição da droga.

 itabaiana-maconha
Foto: Divulgação/PMPB

“O carro tinha a placa clonada, possuía um compartimento falso, onde era levada a droga, e esse veículo seria responsável pelo transporte da maconha para outra cidade” disse.

A droga, os presos e o carro foram levados para a 9ª Delegacia Seccional, em Itabaiana. Até as 9h30 deste domingo (25), a pesagem da quantidade de droga apreendida não havia sido finalizada. A polícia também apreendeu o aparelho que gravava a movimentação na residência e as filmagens vão ser usadas para tentar identificar outros suspeitos.

 
 

Comentários

Outras notícias