Black Friday Ubannet

24/02/2015 às 13h59m - Atualizado em 24/02/2015 às 14h08m

Paulo Câmara é homenageado pela Federação Pernambucana de Futebol com a Comenda Eduardo Campos

O chefe do Executivo estadual afirmou que, na sua gestão, o Todos com a Nota será fortalecido. "Trata-se de uma iniciativa que ajuda muito o futebol pernambucano.

O governador Paulo Câmara foi homenageado, nesta segunda-feira (23), pela Federação Pernambucana de Futebol (FPF), com a Comenda Eduardo Campos. O ato, marcado também pela inauguração de um memorial do ex-governador, deu início às comemorações do centenário da entidade. O chefe do Executivo estadual destacou o papel que Eduardo teve no fortalecimento do esporte em Pernambuco e assegurou que seu governo vai aperfeiçoar o programa Todos com a Nota, criado por Campos, em 1998, quando era secretário da Fazenda de Miguel Arraes.

Ao final da cerimônia, Paulo participou da inauguração de um busto do ex-governador, feito pelo artista plástico Ronaldo Câmara. "Um justo reconhecimento da Federação Pernambucana de Futebol a Eduardo, que tanto fez pelo esporte em nosso Estado", afirmou Paulo Câmara, lembrando que Campos tinha no esporte um dos grandes pilares do seu governo. "A nossa missão é continuar esse legado, ampliando ainda mais as conquistas iniciadas por ele", assegurou.

O chefe do Executivo estadual ainda argumentou que, na sua gestão, o Todos com a Nota será fortalecido. "Trata-se de uma iniciativa que ajuda muito o futebol pernambucano. Um programa que temos um carinho especial e que vamos aperfeiçoar", pontuou Paulo Câmara.

Presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho ressaltou que o Todos com a Nota é o maior programa de incentivo ao futebol que o Brasil já teve. "Eduardo teve a visão, a decisão e a coragem de fazer algo para ajudar os nossos clubes", disse Carvalho, revelando que já recebeu visitas de dirigentes e gestores de outros estados interessados em conhecer a iniciativa. Nos últimos oito anos, o programa já beneficiou cerca de 1 milhão de torcedores, que antes não teriam condições de assistir a um jogo.

Pedro Campos, um dos filhos do ex-governador, contou que o pai tinha uma relação pessoal e profissional com futebol. "Eu gosto de dizer que ele era um torcedor ocupando a cadeira de governador", disse, salientando, ainda, que Eduardo era um entusiasta do universo esportivo. "Ele acreditava que a pratica esportiva era importante para incluir na sociedade e afastar os jovens da violência", completou Pedro, que representou a família no ato.


Com informações da Assessoria

Comentários

Outras notícias