Black Friday Ubannet

22/02/2016 às 15h07m - Atualizado em 22/02/2016 às 15h11m

Interpol emite alerta para ajudar nas buscas por filho de pernambucana levado pelo pai argentino

A Polícia Internacional acredita que o empresário tenha levado o filho caçula para a Argentina

A partir desta segunda-feira, quem impedir a entrega do menino Carlinhos, de 8 anos, para a mãe pode ser preso em qualquer lugar do mundo. A decisão foi tomada pelo desembargador pernambucano Bartolomeu Bueno na última sexta-feira (19).

A fisioterapeuta Cláudia Boudoux, de 39 anos, viu o filho Carlinhos pela última vez antes do natal. O garoto deveria passar o reveillon com ela, mas apenas a irmã mais velha voltou para a casa da familia.

O pai, o empresário argentino carlos attia, que morava no Recife, desapareceu sem deixar vestígios. A Polícia Federal já está no caso e a decisão judicial de acionar a Interpol busca ampliar as diligências na Argentina.

A fisioterapeuta acredita que o filho caçula não está no país já que o ex-marido se desfez até da sociedade da empresa que tinha. Cláudia Boudoux diz que sofre muito sem saber como a criança está, já que o pai aparenta ser desajustado.


Da TV Jornal

Comentários

Outras notícias