Black Friday Ubannet

21/02/2019 às 10h29m

Ex-mascote do Sport é preso em Itamaracá suspeito de estupro

Segundo o delegado Breno Varejão, que realizou a prisão de Anderson Joaquim da Silva, 38 anos, ele é investigado por dois casos de um estupro. Uma das vítimas tinha apenas

mascote_preso_por_estupro

Informações: Portal OP9

Um dos homens que já foi o mascote Léo do Sport Clube do Recife, Anderson Joaquim da Silva, 38 anos, foi preso por suspeita de estupro de vulnerável na Ilha de Itamaracá, no Litoral Norte de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil de Pernambuco, o suspeito estava foragido e foi capturado na quarta-feira (20). Ele estava escondido desde dezembro de 2018, quando a Delegacia de Camaragibe iniciou as investigações.

Segundo o delegado Breno Varejão, da delegacia de Rio Branco, que realizou a prisão de Anderson, ele é investigado por dois casos de um estupro. Um deles foi denunciado pela mãe da vítima, a sobrinha da esposa dele, em dezembro do ano passado. A idade da menor não foi divulgada pela polícia. Já o outro crime aconteceu há cerca de oito anos, vitimando uma criança de apenas seis anos, vizinha de Anderson. “É comum que esses crimes sejam praticados por pessoas próximas da criança”, comentou o delegado Breno.

O personagem Léo do Sport é muito querido pelas crianças admiradoras do time de futebol. “Anderson estava afastado do Sport há um certo tempo. Não dá para ser enfático que ele tenha feito outras vítimas, mas fazemos o apelo para outras famílias que queiram procurar a delegacia”, comentou o delegado Breno Varejão.

O mandado de prisão contra Anderson foi expedido pela 2ª Vara Criminal de Camaragibe, no Grande Recife, onde o crime mais recente foi cometido. Depois de ser autuado, ele foi encaminhado para o Centro de Observação Criminológica e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, ainda na noite da quarta-feira (20), onde fica à disposição da Justiça.

Comentários

Outras notícias