Black Friday Ubannet

21/02/2017 às 10h20m

Sede do Incra no Recife é ocupada por integrantes do MST

Manifestantes reivindicam a emissão de posse das fazendas onde acampam. Atendimento no prédio está suspenso, segundo assessoria de imprensa do Incra.

As informações são do G1PE - Foto: Internet

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupam, desde a manhã desta segunda-feira (20), o prédio-sede da Superintendência Regional do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária de Pernambuco (Incra-PE), localizado no bairro dos Aflitos, na Zona Norte do Recife. Devido à ocupação, os serviços de atendimento ao público estão suspensos no local, segundo a assessoria do órgão.

De acordo com o MST, aproximadamente 1.800 famílias participam da ocupação. O Incra não informou o número de participantes do ato. Entre as reivindicações dos manifestantes, está a emissão de posse das fazendas que estão ocupadas há mais de oito anos.

"Pedimos novas vistorias nas fazendas porque temos o decreto de ocupação, mas precisamos do certificado de posse. Isso é fundamental para não dificultar a situação de milhares de famílias", explicou Clebson Santos, integrante da direção estadual do MST, ressaltando também que o movimento não impede a entrada dos funcionários ao Incra.

Outra questão pleiteada é a concessão de créditos a famílias assentadas. "Precisamos cobrar do Incra o desbloqueio de benefícios aos trabalhadores rurais", defendeu Santos. Ainda de acordo com ele, há em Pernambuco 16 mil famílias acampadas em 163 acampamentos distribuídos em todo o estado.

Por meio de nota, o Incra informou que pretende negociar essas demandas com os representantes dos manifestantes na terça-feira (21). Caso não ocorra a desocupação pacífica, o Instituto decidirá se entrará com um pedido de reintegração de posse na Justiça.

Comentários

Outras notícias