Black Friday Ubannet

21/02/2015 às 13h54m

Mulher de 101 anos e a filha, de 65, são resgatadas de cárcere privado pela PM

O acusado é o filho da senhora mais velha, que também estaria cometendo abusos sexuais contra a mais nova

Uma senhora de 100 anos de idade e a filha dela, de 65 anos, vinham sendo mantidas em cárcere privado e sofrendo maus-tratos num pequeno cômodo externo de uma chácara em Aldeia, no município de Camaragibe, Zona Oeste do Recife, que era separado por uma parede do galinheiro. A mais nova denuncia que também era abusada sexualmente. O acusado pelo crime é Inácio Camelo Borba, 72, filho da senhora mais velha e irmão da mais nova. Ele foi levado à Delegacia de Camaragibe, por equipes da Companhia Independente de Operações Especiais (CIOE) da Polícia Militar.

Bastante debilitada, Severina Antônia do Espírito Santo, 100, recebeu os primeiros socorros do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e foi levada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Caxangá. Conforme os socorristas, ela estava desidratada, desnutrida e caquética, além de apresentar feridas. A idosa não falava, apenas emitia gemidos.

A filha, Josefa Adalgisa Camelo Borba, 65, foi levada à delegacia para prestar depoimento. “Ela dizia que era estuprada, maltratada e tinha dia que nem comia”, informa o subcomandante da CIOE, capitão Câmara Júnior. A equipe fazia uma ronda de rotina próximo ao quilômetro 5 de Aldeia, na tarde desta sexta-feira (20), e foi acionada por um cidadão que preferiu não se identificar, mas fez a denúncia de cárcere, indicando o endereço, a cerca de cinco quilômetros da estrada principal.

No local, de difícil acesso, os policias encontraram as idosas em um pequeno cômodo que era separado por uma parede de um galinheiro.

A mãe estava numa das camas, nua, sob um trapo de pano. Grades funcionavam como porta e janela, deixando o ambiente exposto à umidade e a bichos. Um penico, um balde com água, uma cadeira e alguns panos sobre um móvel complementavam o cenário.

“O local parecia uma pocilga, uma casinha de cachorro. Uma situação difícil de entender”, destaca o capitão. “Tudo indica que o caso tem a ver com dinheiro. Inácio recebia a pensão da mãe”.

O homem e Josefa foram conduzidos à Delegacia de Camaragibe no início desta noite para prestar depoimento.


Com informações do JC Online

Comentários

Outras notícias