Black Friday Ubannet

18/02/2019 às 23h17m - Atualizado em 19/02/2019 às 07h56m

Ministério Público de Pernambuco instaura procedimentos para investigar possíveis atos de improbidade cometidos pelo prefeito de Camaragibe

Nas redes sociais, Demóstenes Meira, chefe do Executivo de Camaragibe, disse que fiscalizaria a presença de funcionários na festa, neste domingo (17).

show_da_noiva_do_prefeito

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) está tomando as providências cabíveis para investigar possíveis práticas de improbidade administrativa trazidas à tona pela divulgação de áudios atribuídos ao prefeito de Camaragibe, Demóstenes Meira.

O procurador-geral de Justiça Francisco Dirceu Barros determinou à Assessoria Criminal do Gabinete da Procuradoria Geral de Justiça abrir procedimento investigativo criminal para apurar se o gestor cometeu crime de peculato, que é o uso indevido de recursos públicos para patrocinar fins privados e pessoais. Como prefeitos possuem foro privilegiado, uma eventual responsabilização criminal ficará a cargo do procurador-geral.

Já em relação à prática de improbidade administrativa, o procurador-geral encaminhou o material à Promotoria de Justiça de Camaragibe. A promotora de Defesa do Patrimônio Público, Mariana Vila Nova, instaurou procedimento para investigar o caso.

Comentários

Outras notícias