Black Friday Ubannet

18/02/2019 às 21h29m - Atualizado em 19/02/2019 às 00h00m

Buscas por mulher sequestrada dentro de casa continuam em Paudalho

Polícia Civil trabalha com a hipótese de traficantes terem sequestrado ela para pressionar o pagamento de dívidas do marido

mulher_sequestrada

A Polícia Civil continua investigando o sequestro de Jussara Maria da Silva, de 34 anos, na cidade de Paudalho, Zona da Mata Norte do Estado. Ela foi levada da casa dela, na comunidade Chã do Pinheiro, desde a última quarta-feira (13). Ela continua desaparecida.

A mulher sequestrada estava na companhia de dois filhos menores quando a casa foi arrombada. A principal linha de investigação para o crime é que Jussara foi levada para pressionar o marido dela, que está cumprindo pena no presídio de Canhotinho, para pagar uma dívida com uma quadrilha de traficantes. Jussara é casada há 15 anos com o presidiário Marcos Rafael Pereira, condenado por receptação de veículos.

Jussara Maria é evangélica e mantinha uma lanchonete em frente à casa da família.

O sequestro

Através das primeiras investigações, foi preso, na última na última quinta-feira (14), João Carlos da Silva Moraes, 23 anos, e uma adolescente de 16 anos apreendido, na cidade de Barreiros, na Zona da Mata Sul. Ambos confessaram participação no sequestro. João Carlos foi autuado em flagrante por porte ilegal de arma de fogo e extorsão mediante sequestro e ainda corrupção de menores. Eles afirmaram que mais pessoas estariam envolvidas no sequestro de Jussara.

O Jeep Renegade, que foi usado na fuga, foi apreendido pela Polícia Militar, também na Cidade de Barreiros, junto com três armas. O cativeiro foi revelado e, quando a polícia chegou ao local, houve uma intensa troca de tiros. A vítima não foi encontrada.

Pelas redes sociais, dois vídeos foram divulgados nos quais bandidos ameaçam a vítima com um revólver na boca e outro na cabeça dela enquanto os sequestradores cobram o pagamento de alguma dívida e a devolução das drogas deles. Ainda pelas redes sociais, algumas pessoas fazem campanha para tentar localizar a vítima. O caso está sendo investigado pela Delegacia de Polícia de Barreiros.

Do Portal Rádio Jornal

Comentários

Outras notícias