Black Friday Ubannet

18/02/2016 às 11h24m - Atualizado em 18/02/2016 às 11h26m

Com futebol seguro, Sport vence Fortaleza e lidera seu grupo na Copa do Nordeste

Com gols de Rithely e Túlio de Melo, ambos de cabeça, Leão se mantém 100% no Nordestão e agora vai motivado para clássico contra Santa Cruz pelo Estadual

Rubro-negros passam a liderar o Grupo D do Regional e agora volta as atenções para o Pernambucano

O Sport entrou em campo nesta quarta-feira para enfrentar o Fortaleza pela segunda rodada da Copa do Nordeste com duas missões. A primeira era dar mais um passo rumo a classificação às quartas de final da competição. A segunda, melhorar a imagem perante a sua torcida, arranhada na derrota para o América, pelo Estadual, no último compromisso do time na Ilha do Retiro. Com a vitória por 2 a 0 e apresentação segura, o Leão conseguiu os dois objetivos. Com duas vitórias em dois jogos, os rubro-negros passam a liderar isoladamente o Grupo D do Regional e agora volta as atenções para o Pernambucano,no qual, motivado, recebe o clássico contra o Santa Cruz, no próximo domingo.

Para a partida, o técnico Paulo Roberto Falcão contou com o retorno do meia-atacante Reinaldo Lenis, ausente na estreia contra o Botafogo-PB com dores na coxa. Com isso, o Sport ganhou uma válvula de escape ofensiva, explorando a velocidade pelos lados do campo. Com o colombiano, os pernambucanos fizeram um bom primeiro tempo. O melhor até agora na temporada. Apesar das poucas chances criadas.

E o principal motivo para, apesar de dominar a etapa, o Sport criar tão pouco é bem conhecido. A falta de um meia armador para distribuir melhor a bola afim de furar o bloqueio cearense, com uma linha de cinco defensores. Muitas vezes, com todos dentro da área.

Talvez por isso, o novo contratado, Gabriel Xavier, que veio para preencher essa lacuna, tenha sido tão aplaudido na sua apresentação à torcida, antes da partida. A expectativa é que novo reforço faça a sua estreia no clássico de domingo, contra o Santa Cruz, pelo Campeonato Pernambucano.

Até lá, os leoninos voltaram a se virar com a única alternativa ofensiva apresentada na temporada. A jogada aérea, com bolas alçadas dentro da área. A diferença desta vez foi a melhora no aproveitamento. Em duas jogadas assim, dois gols. Ambos de cabeça. O primeiro, aos 38 minutos, com Rithely, aproveitando levantamento de Renê pela esquerda. O segundo, já aos 45, com o especialista Túlio de Melo, após bela assistência de Everton Felipe, pela esquerda. Foi o quinto gol do Sport na temporada. Todos em jogadas de bolas aéreas.


As informações ão de João de Andrade Neto /Superesportes

Comentários

Outras notícias