Black Friday Ubannet

16/02/2018 às 06h53m

Olinda tem quase um milhão de foliões a mais em relação ao carnaval do ano passado

Balanço foi divulgado pela prefeitura na manhã desta quinta-feira (15). Este ano, cidade recebeu 3,2 milhões de pessoas. Em 2017, foram 2,3 milhões.

carnaval

O carnaval de Olinda de 2018 teve mais público do que o do ano passado. Segundo dados divulgados pela prefeitura, nesta quinta-feira (15), a cidade recebeu 3,2 milhões de pessoas. O número equivale a quase um milhão de foliões a mais do que em 2017. No ano passado, a adminsitração municipal estima ter registrado a presença de 2,3 milhões de pernambucanos e turistas.

Durante coletiva, na sede da prefeitura, a gestão municipal também divulgou que houve aumento da movimentação financeira. Cerca de R$ 280 milhões foram injetados na economia.

A festa gerou, ainda, cerca de 105 mil empregos diretos e indiretos e garantiu uma ocupação de 96% da rede hoteleira. Em 2017, o movimentação financeira chegou a R$ 1,2 milhão.

"Antes do carnaval, dissemos que faríamos um esforço para ter uma festa sem nenhum centavo dos cofres públicos e cumprimos. Somos a única cidade do Brasil que fez um carnaval sem gastar um real", declarou o prefeito de Olinda, Professor Lupércio.

A administração informou que os R$ 8,42 milhões gastos na produção do carnaval de Olinda foram repassados aos cofres municipais. Os patricinadores privados investiram R$ 6 milhões e o governo do estado ficou responsável por R$ 2,4 milhões.

Perfil do folião

A pesquisa de qualidade realizada pela prefeitura indicou que 67% da população classificou o carnaval de Olinda como 'ótimo' ou 'bom'. Outros 21% consideraram a festa 'regular', e apenas 10% classificaram como 'ruim' ou 'péssima'.

Esse último dado é bem menor se comparado a 2017, quando 22% das pessoas criticaram os dias de folia na cidade.

 

Segundo os dados da prefeitura, mais da metade dos foliões veio de fora do estado. Desses, 44,61% eram de outros estados e houve 10,12% de estrangeiros. O índice de participação de pernambucanos foi de 45,27%.

As pesquisas indicam, ainda, que o folião gastou, em média, R$ 87,50, com alimentação, bebida, transporte e produtos relativos à festa de Momo. Em 2017, esse valor foi estimado em menos de R$60.

Comentários

Outras notícias