Black Friday Ubannet

14/02/2019 às 17h11m - Atualizado em 14/02/2019 às 19h34m

Operação mira suspeitos de desviar R$18 mi da Prefeitura de Quipapá

Ex-servidores públicos e empresários são alvo da quarta fase da Operação Gênesis

desvio_de_recursos_publicos
 
Do JC Online

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), em parceria com a Polícia Civil, deflagrou, na manhã desta quinta-feira (14), a quarta fase da Operação Gênesis. A ação cumpre mandados de prisão contra integrantes de uma organização criminosa que teria desviado R$ 18 milhões da Prefeitura de Quipapá, na Zona da Mata de Pernambuco.

Participam da "Gênesis" cerca de 80 policiais civis e 20 integrantes do Grupo de Atuação Especial de Enfrentamento ao Crime Organizado (Gaeco), ligado ao MPPE. Na operação, estão cumprindo 16 mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Quipapá, Garanhuns, Caruaru e Itaíba em desfavor de ex-servidores públicos e empresários. 

Os alvos desta fase da "Gênesis" são suspeitos de praticar os crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. Além disso, eles também teriam cometido fraudes em licitações que tinham por finalidade desviar recursos públicos por meio da contratação de empresas de fachada pela Prefeitura de Quipapá. O esquema criminoso já tinha sido alvo, em 2018, da segunda fase da "Gênesis", quando foram cumpridos mandados de busca e apreensão na sede da Prefeitura do município e de algumas empresas.

 

Comentários

Outras notícias