Black Friday Ubannet

12/02/2015 às 16h33m - Atualizado em 13/02/2015 às 13h14m

Secretaria da Mulher de Pernambuco anuncia ações de combate da violência para o Carnaval 2015

A iniciativa que pretende não só combater a violência sexista, mas conscientizar os agressores de que violência contra a mulher é crime e dá cadeia vai distribuir os materiais em 160 municípios.

A Secretaria da Mulher de Pernambuco (SecMulher-PE) em parceria com os Organismos Municipais de Políticas para as Mulheres, Secretaria de Saúde, Delegacias da Mulher e Secretaria de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude lança pelo 8º ano seguido a campanha Violência contra Colombina, Catirina e Caboclinha é Coisa de Outros Carnavais. A campanha consiste na distribuição de leques, panfletos, banners, porta documentos, camisas, squeezes, viseiras e cartilhas de orientação para o combate da violência doméstica e familiar contra as mulheres no período carnavalesco.

A iniciativa que pretende não só combater a violência sexista, mas conscientizar os agressores de que violência contra a mulher é crime e dá cadeia vai distribuir os materiais em 160 municípios. As coordenadorias e secretarias das mulheres organizarão as equipes para as ações nas principais agremiações e festas das cidades do interior do Estado. Os Organismos municipais de políticas para as mulheres estarão formalizando convênio de cooperação técnica com a SecMulher/PE e apresentando plano de trabalho e relatório das atividades realizadas nas localidades. Entre as ações estão o compartilhamento de material com organizações não governamentais que trabalham em defesa dos direitos das mulheres e disponibilização dos panfletos nos pontos de cultura dos polos centralizados e descentralizados do Recife.

Nos materiais consta o nº 0800-281-8187 da Central de Teleatendimento Cidadã Pernambucana – Ouvidoria da Mulher. A central faz orientações e encaminhamentos sobre violência doméstica, familiar e sexual contra a mulher, informações sobre a rede de serviços disponibilizada pelo Estado, e ações formativas da SecMulher-PE como cursos, encontros e seminários. Entre 2013 até janeiro deste ano, a Ouvidoria realizou 2.324 atendimentos. Deste total, 77% (1.797) são de atendimentos realizados através do 0800.281.8187. Os demais 23% (527) correspondem a outros canais como o site, e-mail e telefone fixo.

ANTICONCEPÇÃO DE EMERGÊNCIA

A Campanha Violência contra Colombina, Catirina e Caboclinha é Coisa de Outros Carnavais também vai intensificar as orientações da oferta da anticoncepção de emergência nos municípios Polos de Carnaval: Nazaré da Mata, Bezerros, Arcoverde, Pesqueira e Triunfo. Trata-se de uma parceria com a gerência de Atenção à Saúde da Mulher da Secretaria Estadual de Saúde.

A ideia é difundir a informação de que as mulheres podem evitar gravidez indesejada e abortos inseguros após praticar sexo sem proteção por meio da pílula do dia seguinte distribuída gratuitamente na rede pública de saúde. Os kits do medicamento foram reforçados nas cidades polos e as mulheres não precisam apresentar boletim de ocorrência para terem direito à anticoncepção. Equipes formadas por médicos e enfermeiros farão orientação sobre o uso nos centros de referência que funcionarão durante a folia de momo.

TRIO ELÉTRICO PEDE NO GALO FIM DA VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Um trio elétrico formado só por mulheres vai desfilar pelas ruas do centro do Recife no próximo sábado, integrando a programação do bloco carnavalesco Galo da Madrugada. O trio elétrico, coordenado pela Secretaria da Mulher de Pernambuco, é uma ação da Campanha "Violência Contra a Mulher é Coisa de Outra Cultura" que, durante o carnaval, adota o slogan Violência contra Colombina, Catirina e Caboclinha é Coisa de Outros Carnavais.

A iniciativa tem como objetivo levar orientações para os foliões por meio de marchas de carnaval e mensagens informativas sobre os direitos das mulheres, Lei Maria da Penha e rede de atendimento às mulheres em situação de violência.

Além disso, a campanha vai circular por todos os polos do carnaval do Estado durante todo o Reinado de Momo. A equipe da Secretaria da Mulher de Pernambuco vai distribuir o material com a população para orientar as vítimas desse tipo de agressão com o intuito de conduzí-las aos serviços adequados de atendimento disponível no Estado.

DADOS DA VIOLÊNCIA NO ESTADO

Os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) contra as mulheres continua em queda. De 2013 para 2014, caiu de 5,30 crimes para 4,98, respectivamente, para cada 100 mil pernambucanas. No ano passado, foram assassinadas 243 mulheres e até o último dia 9/02, o número chegou a 24 (20 em janeiro e 04 em fevereiro). Os dados são do Sistema Estadual de Informação sobre as Mulheres (SEIMULHERES) da Secretaria da Mulher de Pernambuco (Secmulher-PE).

Comentários

Outras notícias