Black Friday Ubannet

09/02/2017 às 14h58m - Atualizado em 18/08/2017 às 14h00m

Cidade do Medo: Mais um jovem é assassinado em Timbaúba, população indignada cobra das autoridades uma solução imediata

Pelo menos quatro homicídios já foram registrados no município este ano. Isso representa um assassinato a cada 10 dias.

A população de Timbaúba continua sofrendo com o alto índice de violência no município. Mais um jovem teve a vida interrompida na manhã desta quinta-feira (9) no Alto Santa Terezinha, na Travessa Caruaru.

Josivaldo Ferreira de Araújo, 25 anos, sofreu diversos disparos de arma de fogo e morreu no local. A Polícia Militar informou ao Timbaúba Agora, que o rapaz foi alvejado por seis tiros, sendo na perna e abdómen. O crânio da vítima também apresenta sérias lesões, provavelmente atingido por tijolos que estavam ao lado dele, acredita a polícia.

A Polícia Militar realizou rondas por toda a localidade, mas o suspeito não foi encontrado. A Polícia Civil realizou o levantamento cadavérico e corpo foi liberado para o Instituto Médico Legal, no Recife, no Bairro de Santo Amaro.

A polícia ainda não tem informações sobre motivação e autoria e investigará o caso.

Opinião

Cidade do Medo: Os timbaubenses já não aguentam mais tanta violência. Os assuntos mais comentados entre três de quatro moradores são sobre homicídios, assaltos, furtos. Isso é comum nos quatro cantos do município.

A população pede uma resposta urgente por parte das entidades representativas do município. Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, Ministério Público, OAB, Conselho Tutelar, Igrejas, Polícias Civil e Militar, Maçonaria, CDL, todos juntos podem cobrar do Governo do Estado uma atitude rápida, já que o “ir e vir” é um direito do cidadão. Todos estão sendo prejudicados por esta onda de violência.

Para se ter uma ideia, os primeiros dias de 2016 não teve homicídio. O primeiro foi registrado no mês de março. Até o momento em 2017 já se passaram 40 dias e quatro homicídios já foram registrados. Isso representa até o momento, um assassinato a cada 10 dias. Um índice altíssimo e preocupante para uma cidade de pouco mais de 53 mil habitantes.

Independente das vítimas terem ligações com o crime ou não, são vidas humanas que estão sendo ceifadas. A obrigação constitucional do Estado é garantir a segurança do cidadão, e dar condições a Polícia Judiciária para investigar e a PM para fazer um policiamento ostensivo com qualidade e assim combater as organizações criminosas, se possível já no seu nascedouro para impedir a proliferação dos crimes contra a vida, contra o patrimônio e outros.

Todos sabemos que a crise financeira que assola o país, gera o desemprego e consequentemente aumenta a necessidade, isso ajuda o cidadão mudar de comportamento, principalmente em uma sociedade consumista como é a nossa, onde pessoas idolatram os bens materiais, brigam pelo poder e ignoram os bons conceitos sociais, religiosos e familiares. Porém os representantes eleitos democraticamente pelos timbaubenses tem a obrigação de apresentar uma solução urgente.

Será que Timbaúba merece ser refém do medo?

Tomarão ciência da gravidade quando a situação chegar a um quadro irreversível?

A população quer explicações e atitudes o mais rápido possível.

Com a palavra autoridades e formadores de opinião.

Por: Timbaúba Agora

LEIA TAMBÉM:

Outras matérias relacionadas com a violência em Timbaúba em 2017

 

Comentários

Outras notícias