Black Friday Ubannet

09/02/2015 às 09h57m - Atualizado em 09/02/2015 às 10h01m

Enterro das vítimas de chacina em Poção é marcado pela comoção

Milhares de pessoas acompanharam o cortejo de perto. As ruas da cidade ficaram lotadas

O enterro dos três conselheiros tutelares e da professora aposentada assassinados na noite da última sexta-feira (6), em Poção, no Agreste do Estado, foi marcado pelo clima de comoção. Milhares de pessoas acompanharam o cortejo de perto e as ruas da cidade ficaram lotadas. Conselheiros tutelares de outros municípios, além do governador Paulo Câmara (PSB) também participaram do sepultamento.

Os caixões das vítimas da chacina foram conduzidos até o cemitério da cidade em quatro carros. A todo o momento, a população, bastante comovida, aplaudia o cortejo, como uma forma de homenagear as vítimas da tragédia. O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, e o secretário de Desenvolvimento Social, Criança e Juventude, Isaltino Nascimento estiveram no enterro junto com o governador.

Visivelmente emocionado, o pai do conselheiro tutelar Lindemberg Vasconcelos, o aposentado Luiz França, afirmou esperar que o empenho prometido na resolução do caso seja cumprido. "Espero que não tenha sido apenas no calor do momento, e que sejam tomadas todas as providências necessárias para que os responsáveis sejam presos e paguem pelo que fizeram", explicou. "Toda a cidade está sentindo muito o que aconteceu. A comoção foi além de Poção", completou Luiz França.

Assim como no dia anterior, conselheiros tutelares de várias parte do Estado foram até a cidade neste domingo (8) para acompanhar o enterro. O grupo agendou um ato ecumênico para a próxima quinta-feira (12) na Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE). Além de lembrar os colegas assassinados, a reunião tem o objetivo de discutir as reivindicações da categoria e elaborar um documento para cobrar do Estado melhores condições de trabalho.

Em entrevista ao Jonal do Commercio, o governador Paulo Câmara (PSB) garantiu que todas as medidas necessárias serão tomadas para que os conselheiros tutelares possam exercer suas funções com segurança. "Os conselheiros tutelares exercem uma função muito importante porque são funcionários públicos que trabalham em favor da coletividade. Nós vamos, como Estado, garantir as condições necessárias para que esses profissionais possam cumprir suas funções com segurança", afirmou o governador.


Com informações do JC Online

Comentários

Outras notícias