Black Friday Ubannet

04/02/2017 às 10h20m - Atualizado em 04/02/2017 às 12h15m

Cabo da Polícia Militar é preso em flagrante acusado de extorquir comerciante

O PM é acusado de prestar serviço de segurança para a vítima. Em janeiro passou a exigir a quantia de R$ vinte mil reais do comerciante da cidade do Cabo de Santo Agostinho.

A corregedoria da SDS informou, nesta sexta, que encaminhou o comerciante do Cabo vítima de extorsão para Delegacia, após ele ter procurado a corregedoria e narrado estar sendo extorquido por um policial militar.

O cabo da PM Murilo é acusado de prestar serviço, informalmente, de segurança para a vítima e, em 27/01/2017, ter passado a exigir a quantia de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), ameaçando o comerciante de forma velada, caso não lhe entregasse a quantia solicitada.

No dia 02/02/2017, durante a entrega do dinheiro pela vítima, uma equipe policial da Civil autuou em flagrante delito Murilo, que estava acompanhado pelo comerciante José Fernando.

A ação contou com o apoio tático da Corregedoria Geral da SDS.

Murilo foi autuado pelo crime de extorsão (pena de reclusão de 4 a 10 anos) e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito (pena de reclusão de 3 a 6 anos), por ter entregado sua arma de fogo para José Fernando.

Segundo a SDS, José Fernando foi autuado pelo crime de porte ilegal de arma de fogo de uso restrito (pena de reclusão de 3 a 6 anos), por estar portando a arma do policial Murilo durante a ação criminosa.

“Policiais não podem trabalhar fazendo segurança privada”, ressala a SDS, em nota.

Comentários

Outras notícias