Black Friday Ubannet

03/02/2015 às 13h56m

Secretaria de Defesa Social promove fim de semana de ação cidadã

Projeto Resgatando Cidadania e parceiros ofereceram diversos serviços em Cruz de Rebouças

SDS PROMOVE FIM DE SEMANA DE AÇÃO CIDADÃ

Ter um documento de identificação é um direito que não deve ser vetado a um cidadão, pois fundamental para um ser humano fazer parte da uma sociedade. Contudo, diversos pernambucanos ainda não possuíam documentos por não terem condições financeiras de pagar as taxas de serviços cobradas para as emissões posteriores a 1ª via. Com o objetivo de garantir esse direito, a Secretaria de Defesa Social através da Gerência de Prevenção e Articulação Comunitária – GPAC, o Instituto de Identificação Tavares Buril e o Governo Presente têm levado a diversas comunidades da capital e do interior do estado, serviços gratuitos de emissão de carteira de identidade e de trabalho, fotos para documentos e cópias.

O serviço além de ser importante para o exercício da cidadania é, também relevante para o relacionamento entre a Polícia e as comunidades. Relação que atua de forma preventiva contra a criminalidade. “Nossa proposta é garantir o exercício da cidadania e contribuir para uma melhor qualidade de vida, pois muitos dependem apenas de um documento de identidade para conseguirem um emprego, uma aposentadoria, uma pensão, um crediário, benefícios que trarão melhorias financeiras a pessoas de baixa renda”, afirmou o coordenador da GPAC, Silas Buriti.

A ação desse sábado (31/01) aconteceu na Escola Municipal de Album Stahli e contou com a parceria da Prefeitura de Igarassú, que além de ceder o espaço físico, ainda ofereceu serviços de saúde gratuitos. “Nós trouxemos uma média de 20 funcionários, dentre agentes de saúde, médicos e enfermeiros, a fim de realizar atendimentos como emissão do cartão do Sistema Único de Saúde – SUS, diversas vacinas, palestras de orientação sobre o HPV e a saúde bucal; além de estarmos realizando exames rápidos de hepatite e HIV. Nosso intuito é que a comunidade tenha acesso a diversos atendimentos de saúde”, afirmou a Secretária de Saúde de Igarassú, Patrícia Amélia.

Além dos atendimentos de saúde, a SDS em parceria com o Instituto de Identificação Tavares Buril – IITB, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e o Corpo de Bombeiros Militar, ofereceram emissão de 200 carteiras de identidade, 35 carteiras profissionais, 50 registros de nascimento; além de palestras de orientação sobre acidentes no lar. De acordo com o soldado Gondim, o foco das palestras foi em cima das principais ocorrências de incêndios domésticos, com orientação sobre o uso do bojão de gás, panela de pressão, gorduras de frigideiras em chamas, dentre outros.

“Amei todos os atendimentos oferecidos, as equipes são muito atenciosas. Assisti a todas as palestras, achei importante a orientação sobre as válvulas de panela de pressão que mais causam acidentes, as dicas de escovação dos dentes serão muito úteis para minha família, pois meus filhos faziam a escovação errada. O melhor de tudo, foi que conseguir a emissão da 2ª via da minha identidade com o sobrenome de casada, porque eu tinha dificuldade de fazer a mudança, pois meus filhos são pequenos e com uma ação dessa bem pertinho de onde eu moro eu conseguir minha documentação”, afirmou a dona de casa, Edvania Santos de Abreu.

Ter um documento de identificação é um direito que não deve ser vetado a um cidadão, pois fundamental para um ser humano fazer parte da uma sociedade. Contudo, diversos pernambucanos ainda não possuíam documentos por não terem condições financeiras de pagar as taxas de serviços cobradas para as emissões posteriores a 1ª via. Com o objetivo de garantir esse direito, a Secretaria de Defesa Social através da Gerência de Prevenção e Articulação Comunitária – GPAC, o Instituto de Identificação Tavares Buril e o Governo Presente têm levado a diversas comunidades da capital e do interior do estado, serviços gratuitos de emissão de carteira de identidade e de trabalho, fotos para documentos e cópias.

O serviço além de ser importante para o exercício da cidadania é, também relevante para o relacionamento entre a Polícia e as comunidades. Relação que atua de forma preventiva contra a criminalidade. “Nossa proposta é garantir o exercício da cidadania e contribuir para uma melhor qualidade de vida, pois muitos dependem apenas de um documento de identidade para conseguirem um emprego, uma aposentadoria, uma pensão, um crediário, benefícios que trarão melhorias financeiras a pessoas de baixa renda”, afirmou o coordenador da GPAC, Silas Buriti.

A ação desse sábado (31/01) aconteceu na Escola Municipal de Album Stahli e contou com a parceria da Prefeitura de Igarassú, que além de ceder o espaço físico, ainda ofereceu serviços de saúde gratuitos. “Nós trouxemos uma média de 20 funcionários, dentre agentes de saúde, médicos e enfermeiros, a fim de realizar atendimentos como emissão do cartão do Sistema Único de Saúde – SUS, diversas vacinas, palestras de orientação sobre o HPV e a saúde bucal; além de estarmos realizando exames rápidos de hepatite e HIV. Nosso intuito é que a comunidade tenha acesso a diversos atendimentos de saúde”, afirmou a Secretária de Saúde de Igarassú, Patrícia Amélia.

Além dos atendimentos de saúde, a SDS em parceria com o Instituto de Identificação Tavares Buril – IITB, a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e o Corpo de Bombeiros Militar, ofereceram emissão de 200 carteiras de identidade, 35 carteiras profissionais, 50 registros de nascimento; além de palestras de orientação sobre acidentes no lar. De acordo com o soldado Gondim, o foco das palestras foi em cima das principais ocorrências de incêndios domésticos, com orientação sobre o uso do bojão de gás, panela de pressão, gorduras de frigideiras em chamas, dentre outros.

“Amei todos os atendimentos oferecidos, as equipes são muito atenciosas. Assisti a todas as palestras, achei importante a orientação sobre as válvulas de panela de pressão que mais causam acidentes, as dicas de escovação dos dentes serão muito úteis para minha família, pois meus filhos faziam a escovação errada. O melhor de tudo, foi que conseguir a emissão da 2ª via da minha identidade com o sobrenome de casada, porque eu tinha dificuldade de fazer a mudança, pois meus filhos são pequenos e com uma ação dessa bem pertinho de onde eu moro eu conseguir minha documentação”, afirmou a dona de casa, Edvania Santos de Abreu.

Comentários

Outras notícias