Black Friday Ubannet

02/02/2018 às 11h06m - Atualizado em 03/02/2018 às 19h37m

Preso suspeito de matar e decapitar mulher em Barra de Jangada

A cabeça de Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 52 anos, foi feita de 'bola de futebol' e depois colocada sobre o muro da residencia da vítima, disse o delegado Ozias Tibúrcio.

faca_peixeira_1

A polícia prendeu, nessa quinta-feira (1), o homem suspeito de degolar uma diarista e colocar a cabeça no muro da casa onde ela morava, em Jaboatão dos Guararapes, na Região Metropolitana do Recife. O crime aconteceu em dezembro do ano passado. De acordo a polícia, Maria Aparecida dos Santos Fidelis, de 52 anos, foi morta por um vizinho da comunidade de Suvaco da Cobra, em Barra de Jangada.

Segundo o delegado Ozias Tibúrcio, Alefy Richardson da Silva, de 22 anos, disse que conhecia pouco a diarista, mas no dia do crime os dois teriam bebido juntos em um bar. À noite, foram para a casa dela. Em depoimento, ele afirmou que matou a mulher porque ela queria ter relações sexuais, mas ele não quis. 

"Ele estava ingerindo bebida alcoólica com a vítima. Foram até a casa dela, continuaram bebendo. A vítima tentou manter relações sexuais com ele. Ele não quis e empurrou a vítima, momento em que a vítima deu um tapa na face dele. Ele pegou uma faca, que estava sobre a mesa, e a esfaqueou", contou o delegado.

Após o crime, o suspeito teria saído da casa para consumir drogas, e depois voltou ao local com um traficante para verificar se ela estava morta. Na residência, a diarista foi degolada pelo suspeito e o traficante. "O traficante teria chutado a cabeça dela, e saiu da casa com a cabeça nas mãos para entregar aos cachorros, para que eles comessem a cabeça dela, e o Alefy teria impedido isso e colocou a cabeça da vítima sobre o muro", disse o delegado.

Informações: TV Jornal

Comentários

Outras notícias