GB Bateiras

31/01/2016 às 10h32m - Atualizado em 31/01/2016 às 10h47m

Série Leituras apresenta: COMO VOU SABER

Poema escrito por Lidiane Martins em 2006

COMO VOU SABER


SINTO-ME INQUIETA
UMA VONTADE DE GRITAR.
NÃO SEI POR QUE TUDO ISTO
MAS TENHO VONTADE DE CHORAR.

ESTOU PERDIDA NO TEMPO
SEM SABER O QUE FAZER.
UMA TRISTEZA ENORME
A PONTO DE ENLOUQUECER.

BUSCO RESPOSTA PRA TUDO
MAS NÃO SEI ONDE ENCONTRAR.
COMO CONSEGUIREI TANTO TEMPO
VIVER SEM TE TOCAR.

EU SÓ TENHO UMA CERTEZA
NUNCA VOU ME DESPRENDER
DAS LEMBRANÇAS DO PASSADO
DA VONTADE DE TE TER.

COMO VOU SABER
SE TUDO ISTO NÃO É LOUCURA
TALVEZ SÓ VÁ VIVER
QUANDO ACABAR ESTA TORTURA.

SEMPRE SERÁ ASSIM
E ATÉ ENQUANTO DURAR
SÓ TENHO UMA ÚNICA CERTEZA
EU SEMPRE VOU TE AMAR.

Por: Lidiane Martins / 2006


Outros poemas da série Leituras:

DOMÍNIO
DESPERTAR
O SOL
SÓ DE APARÊNCIA

Comentários

Outras notícias