Black Friday Ubannet

30/01/2019 às 09h58m - Atualizado em 30/01/2019 às 11h23m

Mãe é presa por matar filho e inventar que ele foi atacado por um bode

Investigações concluíram que mulher agrediu criança de 1 ano e 4 meses até que ela viesse a óbito. Padrasto também está envolvido no crime e segue preso

queimadas

Amanda Serafim de Oliveira, de 20 anos de idade, foi presa nesta terça-feira (29) na cidade de Queimadas, no Agreste da Paraíba, por matar o seu próprio filho de um ano e quatro meses de idade no dia 5 de agosto de 2018. Segundo o delegado João Joaldo, inicialmente ela havia inventado que a criança teria sido atacada por um bode, levando várias chifradas na cabeça.

No entanto, a investigação da Polícia Civil constatou que a criança foi assassinada a chutes e murros efetuados por Amanda e o seu companheiro, Márcio José Silva Tavares, de 30 anos, que foi preso dois dias após a morte do garoto. Na época, acreditava-se que ela não tinha envolvimento com o crime, mas o homem abriu o jogo e disse como tudo aconteceu.

As agressões aconteceram no Sítio Capoeira, na zona rural da cidade de Queimadas. A criança, que se chamava Davi Luca, morreu após ser socorrida para o Hospital Geral de Queimadas. Ele chegou a ser atendido, mas não resistiu e faleceu. Além dos depoimentos do homem preso, o laudo divulgado pela Instituto Médico Legal (IML) negou que a criança tivesse se engasgado, como foi dito pela mãe no seu segundo depoimento.

Do OP9

Comentários

Outras notícias