Black Friday Ubannet

30/01/2019 às 09h32m

Brumadinho: Defesa Civil informa que há 84 mortos e 276 desaparecidos

Ministério da Economia vai disponibilizar R$ 800 milhões para a equipe de apoio emergencial e desastres

minas_gerais-brumadinho

A Defesa Civil de Minas Gerais atualizou na noite desta terça-feira, dia 29, os números de vítimas do desastre de Brumadinho. O órgão informou que são 84 mortes confirmadas e 276 pessoas desaparecidas após o rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, na última sexta. Durante os trabalhos, 42 vítimas já foram identificadas. O porta-voz da Presidência, Otávio Santana do Rêgo Barros, afirmou também nesta terça-feira que o Ministério da Economia vai disponibilizar R$ 800 milhões para a equipe de apoio emergencial e desastres. Rêgo Barros não detalhou, no entanto, como e quando os recursos serão disponibilizados.

Três vítimas fatais foram retiradas de ônibus encontrado e duas que estavam no refeitório da Vale, onde muitos funcionários almoçavam no dia da tragédia. Segundo o porta-voz dos bombeiros, tenente Pedro Aihara, essa indicação é muito significativa para a continuidade das buscas.

Fake news

O tenente Aihara volta a alertar para notícias falsas que estão circulando na região. Não é necessária a vacinação da população em razão do contato com a lama, afirma. Apenas integrantes da equipe de buscas, devido ao contato prolongado com o material dos rejeitos, devem receber profilaxia especial.

Porta-voz fala em R$ 800 milhões para desastres, mas não detalha distribuição

A informação sobre os recursos foi dada pelo porta-voz ao comentar as ações do governo federal para lidar com o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho (MG). “A informação da liberação eu a possuo, não obstante como vai ser esta distribuição e quando ela ocorrerá, é necessária a consulta do próprio ministério da Economia, que tem a informação de quando este desembolso será efetuado” afirmou Rêgo Barros, em coletiva de imprensa no Hospital Israelita Albert Einstein.

No sábado, o Broadcast apurou que o governo federal tem pouco mais de R$ 800 milhões no Orçamento reservados para ações da Defesa Civil. Estes recursos podem ser utilizados em Brumadinho. Segundo fontes, a avaliação preliminar era de que não será necessário suplementar em montantes expressivos os Orçamentos das áreas que atuam no acidente para garantir a ajuda do governo federal. De qualquer forma, esses valores devem ser estimados ao longo da semana.

O governo federal reconheceu o estado de calamidade em Brumadinho por causa da tragédia. Nesses casos, existe a possibilidade de abrir um crédito extraordinário para liberar recursos – que ficariam fora do teto de gastos. Na coletiva desta terça-feira, Rêgo Barros destacou também as ações da Caixa Econômica Federal para ampliar o horário de expediente em Brumadinho, bem como a antecipação de recursos do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Ele disse ainda que há a previsão de encaminhamento de 2,5 toneladas de material estratégico do Ministério da Saúde para o governo de Minas. A pasta de Justiça e Cidadania vai enviar também papiloscopistas para ajudar a identificar as vítimas.

Mais ajudas de outros estados

Equipes dos Estados de São Paulo, Goiás, Espírito Santo e Santa Catarina chegam na quarta-feira, 30, para auxiliar nas buscas, diz o porta-voz. Serão mais 80 militares e 4 aeronaves, além de cães farejadores. Mais pessoas que estavam procurando vítimas por conta própria na lama tiveram de ser resgatadas hoje. Três pessoas foram atacadas por marimbondos e precisaram ser levadas de helicóptero para atendimento médico.

Comentários

Outras notícias