29/01/2016 às 10h34m - Atualizado em 29/01/2016 às 10h43m

Estádio do Arruda na lista dos piores da Série A

A conclusão está no Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios, lançado nesta quinta-feira pelo Ministério do Esporte

O Moisés Lucarelli, da Ponte Preta, o Barradão, do Vitória, e o Arruda, do Santa Cruz, são os piores estádios da Série A do Campeonato Brasileiro. A conclusão está no Sistema Brasileiro de Classificação de Estádios, lançado nesta quinta-feira pelo Ministério do Esporte e idealizado em parceria com o Instituto Virtual Internacional de Mudanças Globais/COPPE/UFRJ. O Engenhão, utilizado pelo Botafogo, não foi avaliado nesta primeira etapa, que incluiu 155 estádios.

Como Atlético-MG e América-MG utilizam o Independência e o Maracanã é a casa de Flamengo e Fluminense, no total 17 estádios de Série A foram avaliados. Sete deles receberam a pontuação máxima, de cinco bolas - num paralelo com as estrelas dadas a hotéis. São eles: Maracanã, Itaquerão, Mineirão, Beira-Rio, Arena da Baixada, Arena Grêmio e Allianz Parque. Todos ou são novos ou foram reformados recentemente.

O Morumbi, do São Paulo, é o único estádio de "quatro bolas" na Série A. Estádios de média capacidade de público (15 a 35 mil pessoas) ficaram com três bolas: Independência, Arena Condá, Couto Pereira, Orlando Scarpelli, Vila Belmiro e Ilha do Retiro.

Dos três times do Nordeste, dois estão entre os que têm os piores estádios, com duas bolas. O Arruda é o mais mal avaliado entre eles, totalizando cinco bolas na soma dos três critérios utilizados (cada um pontuando de um a cinco). Ficou com a mesma média do Barradão, que teve nove bolas no total (matematicamente a média seria três, mas o estádio foi pontuado com duas). O Moisés Lucarelli teve seis bolas na soma dos três critérios, sendo prejudicado pela falta de higiene.

Entre os 18 estádios de times da Série B (três utilizam o Serra Dourada), só o Paço das Emas, do Luverdense, não foi avaliado. A maioria deles (10) recebeu avaliação de três bolas. Ficaram com a pontuação máxima apenas os utilizados na Copa (Arena Fonte Nova e Arena Castelão), enquanto o Rei Pelé (CRB), o Bento Freitas (Brasil de Pelotas), o Estádio do Café (Londrina) e o Estádio dos Amaros (Oeste) ganharam apenas duas bolas. Os dois times do Sul chegaram agora à Série B.

A Série C, por sua vez, também tem dois estádios de cinco bolas: a Arena Castelão e a Arena das Dunas. Além disso, a Arena Pantanal ganhou quatro bolas. São outros sete estádios com três bolas e mais sete que mereceram apenas duas. Têm a pior avaliação as casas de ASA, Botafogo-PB, Guaratinguetá, Mogi Mirim, River-PI, Salgueiro-PE e Ypiranga-RS. Os estádios do Confiança (Batistão) e do Tombense (Almeidão) não foram avaliados.

Chama atenção o fato de que alguns estádios de boa avaliação não são utilizados como casa de nenhum time das três primeiras divisões do Brasileiro. São os casos do Pacaembu (três estrelas), de Pituaçu (em Salvador, quatro estrelas), além da Arena Amazônia e do Mané Garrincha (ambos cinco estrelas).

Por conta da Olimpíada, o Maracanã, o Itaquerão, o Mineirão, a Fonte Nova e o Mané Garrincha vão ficar indisponíveis por um bom tempo. Além de Pacaembu e Pituaçu, os clubes desalojados terão outras boas opções, especialmente no Rio. Lá, o Raulino de Freitas (Volta Redonda), o Moacyrzão (Macaé) e o Edson Passos (Mesquita) receberam três bolas. Já o Cruzeiro tem a opção de volta à Arena do Jacaré (em Sete Lagoas), que também teve essa pontuação.

Também com três estrelas e fora do Brasileiro estão, entre outros, a Fonte Luminosa (em Araraquara, SP), Anísio Haddad (São José do Rio Preto, SP), Arena da Floresta (Rio Branco, AC), Olímpico Regional (Cascavel, PR), Brinco de Ouro (Campinas, SP), Complexo do Ulbra (Canoas, RS), Arena Barueri (Barueri, SP), Centenário (Caxias, RS), Domingão (Horizonte, CE), Prudentão (Presidente Prudente, SP), Morenão (Campo Grande, MS), Bezerrão (Gama, DF) e Felipão (Paranavaí, PR).

Confira a avaliação dos estádios dos times da Série A

AMÉRICA-MG - Independência - 3 bolas (capacidade para 23.000 pessoas)

ATLÉTICO-MG - Independência - 3 bolas (23.000)

ATLÉTICO-PR - Arena da Baixada - 5 bolas (42.370)

BOTAFOGO - Engenhão - Sem avaliação

CHAPECOENSE - Arena Condá - 3 bolas (15.000)

CORINTHIANS - Itaquerão - 5 bolas (49.205)

CORITIBA - Couto Pereira - 3 bolas (34.872)

CRUZEIRO - Mineirão - 5 bolas (62.547)

FIGUEIRENSE - Orlando Scarpelli - 3 bolas (19.598)

FLAMENGO - Maracanã - 5 bolas (78.838)

FLUMINENSE - Maracanã - 5 bolas (78.838)

GRÊMIO - Arena Grêmio - 5 bolas (60.540)

INTERNACIONAL - Beira-Rio - 5 bolas (51.200)

PALMEIRAS - Allianz Parque - 5 bolas (43.713)

PONTE PRETA - Moisés Lucarelli - 2 bolas (17.728)

SANTA CRUZ - Arruda - 2 bolas (60.044)

SANTOS - Vila Belmiro - 3 bolas (16.798)

SÃO PAULO - Morumbi - 4 bolas (67.052)

SPORT - Ilha do Retiro - 3 bolas (35.000)

VITÓRIA - Barradão - 2 bolas (35.000)

Confira a avaliação dos estádios dos times da Série B

ATLÉTICO-GO - Serra Dourada - 3 bolas (41.574)

AVAÍ - Ressacada - 3 bolas (17.800)

BAHIA - Arena Fonte Nova - 5 bolas (51.708)

BRAGANTINO - Nabi Abi Chedid - 3 bolas (17.022)

BRASIL DE PELOTAS - Bento Freitas - 2 bolas (18.000)

CEARÁ - Arena Castelão - 5 bolas (67.037)

CRB - Rei Pelé - 2 bolas (18.801)

CRICIÚMA - Heriberto Hulse - 3 bolas (19.900)

GOIÁS - Serra Dourada - 3 bolas (41.574)

JOINVILLE - Arena Joinville - 3 bolas (22.000)

LONDRINA - Estádio do Café - 2 bolas (30.000)

LUVERDENSE - Passo das Emas - sem avaliação

NÁUTICO - Arena Pernambuco - 5 bolas (46.154)

OESTE - Estádio dos Amaros - 2 bolas (13.444)

PARANÁ - Vila Capanema - 3 bolas (16.720)

PAYSANDU - Mangueirão - 3 bolas (45.000)

SAMPAIO CORRÊA - Castelão - 3 bolas (41.574)

TUPI - Mario Helênio - 3 bolas (14.185)

VASCO - São Januário - 3 bolas (24.585)

VILA NOVA - Serra Dourada - 3 bolas (41.574)

Confira a avaliação dos estádios dos times da Série C

ABC - Fraqueirão - 3 bolas (15.082)

AMÉRICA-RN - Arena das Dunas - 5 bolas (45.000)

ASA - Coaracy da Mata - 2 bolas (12.500)

BOA - Dilzon Melo - 3 bolas (15.471)

BOTAFOGO-PB - Almeidão - 2 bolas (25.770)

BOTAFOGO-SP - Santa Cruz - 3 bolas (50.000)

CONFIANÇA - Batistão - Sem avaliação

CUIABÁ - Arena Pantanal - 4 bolas (41.112)

FORTALEZA - Arena Castelão - 5 bolas (67.037)

GUARATINGUETÁ - Ninho da Garça - 2 bolas (16.095)

JUVENTUDE - Alfredo Jaconi - 3 bolas (23.726)

MACAÉ - Moacyrzão - 3 bolas (15.000)

MOGI MIRIM - Valil Chaves - 2 bolas (19.900)

PORTUGUESA - Canindé - 3 bolas (21.004)

REMO - Mangueirão - 3 bolas (45.000)

RIVER-PI - Albertão - 2 bolas (44.200)

SALGUEIRO-PE - Cornélio de Barros - 2 bolas (10.240)

TOMBEMSE-MG - Almeidão - Sem avaliação

YPIRANGA-RS - Colosso da Lagoa - 2 bolas (30.000)


As informações são do Leia Já

Comentários

Outras notícias