Black Friday Ubannet

27/01/2014 às 05h01m

Corpo de adolescente grávida baleada em assalto é sepultado em Abreu e Lima

Vítima morreu após ser atingida pelas costas por um tiro desferido durante um assalto

Corpo de Mayara foi levado até o cemitério de Abreu e Lima, local onde aconteceu o enterro


Teve início por volta das 15h40 deste domingo (26) a cerimônia de sepultamento de Mayara Muniz da Silva, de 14 anos, que faleceu no último sábado (25) vítima de um tiro desferido em um assalto. Mayara, que estava grávida de três meses, chegou a ser socorrida para o Hospital Miguel Arraes, em Paulista. No entanto, a jovem não resistiu e veio a falecer. Após o velório, que ocorreu na Associação dos Moradores de Caétes 1, o corpo de Mayara foi levado até o cemitério de Abreu e Lima, local onde aconteceu o enterro.

Na última sexta-feira (24), Mayara caminhava com a tia e um casal de amigos quando um bandido, portando uma arma de fogo, teria se aproximado do grupo e pedido um colar de prata que um dos amigos de Mayara usava. Nesse momento, o jovem teria fingido que iria entregar o colar ao ladrão e, em seguida, tentado dar um soco no bandido, que se desvencilhou do rapaz e desferiu um tiro. A bala acabou atingindo Mayara, que tentava fugir do local juntamente com a tia e a amiga. O tiro atingiu a garota nas costas.

Durante o velório, que ocorreu na tarde de hoje, os familiares de Mayara disseram considerar a morte da garota de 14 anos como injustificável. “Eu gostaria que mais medidas de segurança fossem tomadas pelas autoridades. Nosso Estado é muito violento”, contou Rubens José Muniz, pai da vítima.

Com informações da Folha de Pernambuco

Comentários

Outras notícias