25/01/2016 às 14h10m - Atualizado em 25/01/2016 às 14h37m

Ministério Público de Contas de Pernambuco pede a prefeitos que evitem gastos nas festas de Momo deste ano

O MPCO-PE disse que entrará com ações no TCE pedindo a reprovação das contas dos municípios caso estejam com salário ou 13º em atraso e gastem com festividades ou shows neste carnaval.

O Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO-PE), enviou ofício a José Patriota, presidente da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe), recomendando aos prefeitos pernambucanos que estejam com o décimo terceiro ou com salário dos servidores em atraso, que não gastem com festividades ou shows neste carnaval, principalmente para os gestores do Interior que enfrentam dificuldades de caixa.

O ofício também informa que caso contrário, o MPCO-PE, entrará com ações no Tribunal de Contas do Estado de Pernambuco (TCE-PE), pedindo a reprovação das contas das prefeituras que não cumprirem a recomendação. O MPCO considerarar uma violação aos princípios da eficiência e moralidade da administração pública. Os prefeitos também poderão responder por improbidade administrativa.


Por: Reginaldo Silva da equipe do Timbaúba Agora

Comentários

Outras notícias