24/01/2015 às 15h10m - Atualizado em 24/01/2015 às 15h26m

Em visita a fábrica da Fiat em Goiana, Ministro Armando Monteiro defende que plano para aumentar exportações garante empregos no Brasil

Ministro Armando Monteiro defende que plano para aumentar exportações garante empregos no Brasil

Em visita à fábrica da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) em Goiana, Pernambuco, o ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Armando Monteiro, afirmou nesta sexta-feira (23) que o Brasil deve intensificar fortemente os estímulos às exportações como um dos meios de retomar o crescimento econômico e garantir a geração de empregos no país.

Armando está inteiramente dedicado à conclusão do Plano Nacional de Exportação, cujas linhas gerais foram apresentadas à presidenta Dilma Rousseff nesta semana e que objetivam estabelecer instrumentos de inteligência e promoção comercial, financiamento, seguros e garantias, por exemplo, para “motivar efetivamente o setor produtivo a se engajar nesse processo”.

“Por que lançar este plano? Porque, se nós temos uma perspectiva de menor crescimento, sobretudo em 2015; todos sabem que as projeções estão indicando um crescimento baixo para a economia brasileira; e aí a saída é buscar novos mercados e nós nos associarmos às áreas que têm tido maior crescimento no mundo. E isso se faz através dos canais de exportação. Isso é muito importante para manter o emprego no Brasil. Se há uma queda na atividade econômica e a gente pode compensar isso com mais exportações, isso mantém os empregos no Brasil”, ressaltou o ministro.

Segundo Monteiro, o plano deve estar concluído para ser lançado pelo governo nos próximos 30 dias. Após encontro com Stefan Ketter, vice-presidente mundial de Manufatura/Projeto Pernambuco da Fiat Chrysler Automobiles, e Cledorvino Belini, CEO da FCA na América Latina, o ministro garantiu que o setor automotivo vai se engajar no plano nacional de exportações, inclusive por meio da fábrica de Pernambuco, que, junto com os fornecedores instalados no local, já emprega cerca de 10 mil pessoas e terá capacidade para produzir 250 mil veículos por ano.

Armando Monteiro inclusive celebrou a implantação da unidade no Estado. “Houve aqui um processo de desenvolvimento e de capacitação de pernambucanos nos diversos níveis de competência e eu tive muita alegria de conhecer hoje engenheiros, engenheiras que puderam desenvolver competências e, graças a isso, já é possível constatar aqui padrões de qualidade e de competitividade comparáveis aos melhores do mundo”, ressaltou. “Isso significa que em Pernambuco se pode fazer o desenvolvimento das pessoas, capacitá-las, qualificá-las, de modo a que tenhamos uma unidade de padrão mundial”, acrescentou.


Com informações da Assessoria do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior

Comentários

Outras notícias