Black Friday Ubannet

23/01/2017 às 09h49m - Atualizado em 19/07/2017 às 17h45m

Recife foi a cidade que mais perdeu vagas formais de emprego no Nordeste em 2016

Saldo entre contratações e demissões na capital foi de menos 26.233 vagas de emprego, segundo dados do Caged.

Recife teve redução no número de vagas formais de emprego

O saldo entre contratações e demissões do Recife fechou o ano de 2016 com a redução de 26.233 vagas formais de emprego, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho. No Nordeste, a capital pernambucana foi a que mais perdeu vagas formais. Em todo país, foi a quinta cidade – o Rio de Janeiro lidera.

O setor de serviços foi o que mais encolheu, fechando 10.486 postos de trabalho. Logo em seguida aparece a construção civil, com saldo negativo de 8.302 vagas, e o comércio, com menos 5.403 postos. Só há expansão de oportunidades no setor de serviços industriais de utilidade pública, que registrou 301 novas vagas, e dez na administração pública.

O saldo negativo de empregos em 2016 no Recife é inferior ao registrado em 2015, quando a cidade teve uma redução de 37.412 vagas entre janeiro e dezembro.
Em Pernambuco, Jaboatão dos Guararapes aparece logo após a capital, com redução de 3.472 postos de trabalho. Olinda vem com terceiro pior saldo, com menos 3.241 vagas.

Estado

O estado de Pernambuco também teve um saldo negativo entre contratações e demissões, com redução de 48.486 postos de trabalho de janeiro a dezembro de 2016. O setor de serviços teve o pior desempenho, com saldo negativo de 18.579 vagas, seguido pela construção civil, com menos 12.144 vagas, e pelo comércio, com 11.588 postos fechados.

A indústria de transformação também teve saldo negativo, com redução de 8.361 vagas. Dentro desse setor, a indústria de produtos alimentícios, bebidas e álcool teve a maior redução, com saldo negativo de 3.579 postos de trabalho. A indústria de calçados teve expansão de 97 vagas ao longo do ano.

Os setores que tiveram expansão de emprego formal no estado foram a agropecuária, com saldo de 2.019 novos postos, e o serviço industrial de utilidade pública, com 473 novas vagas no período.

Veja as 10 cidades que tiveram saldo negativo em Pernambuco:
Recife: -26.233
Jaboatão dos Guararapes: -3.472
Olinda: -3.241
Caruaru: -3.013
Cabo de Santo Agostinho: -2.523
Paulista: -2.401
Escada: -2.233
Petrolina: -1.068
Vitória de Santo Antão: -769
Igarassu: -618

Veja as dez cidades que mais criaram vagas no estado:
Goiana: 1.372
Sirinhaem: 271
Itambé: 206
Água Preta: 195
Belo Jardim: 142
Ribeirão: 89
Catende: 74
Lajedo: 44
Ipojuca: 38
Petrolândia: 37

Comentários

Outras notícias