Black Friday Ubannet

23/01/2017 às 09h39m

Estudante de Carpina tira nota 1000 na redação do ENEM 2016

Horas dedicadas aos treinos em redação fizeram a diferença para a conquista

O sonho de cursar medicina está ainda mais próximo para Victor Josuan Soares de Andrade, de 19 anos. Estudante da Escola Técnica Estadual (ETE) Maria Eduarda Ramos de Barros, localizada em Carpina, Mata Norte do Estado, ele ficou entre os três pernambucanos que conseguiram a nota máxima (1000) na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Victor pretende ingressar na Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) ou na Universidade de Pernambuco (UPE), por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). No Brasil, apenas 77 feras, incluindo Victor, conseguiram a mesma pontuação.

Perseverança, foco, treino e esforço são as palavras que seguiram Victor durante todo ensino médio. Sempre contando com o apoio dos professores, o estudante produzia duas redações por semana. “Sentia dificuldade em gramática, mas resolvi treinar. Foi dessa forma que consegui dá maior autoridade ao meu texto”, fala o estudante, que está na segunda tentativa de ingresso no curso de medicina. “Meu sonho sempre foi fazer medicina, já tentei outras vezes e não consegui”.

O estudante desenvolveu o tema: “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” relacionando as raízes culturais com a intolerância existente no país desde o tempo do descobrimento, acrescentando pensamentos do poeta Carlos Drummond de Andrade e da filósofa Marcia Tiburi. Aos professores da ETE, Victor agradeceu e dedicou a eles sua vitória. “É muito importante reconhecer as pessoas que me apoiaram, que acreditaram no meu potencial, como os professores Cristiano Pereira, Luiz Gustavo, Pablo Roberto e a secretária Elaine Torres”.

Luciana de Andrade, mãe de Victor, não contém a emoção e o orgulho do filho único. “Ele é um menino muito dedicado, não pensa em outra coisa a não ser estudar. Às vezes, até ficava preocupada com a quantidade de tempo que ele estudava por dia, mas, no fundo, eu sabia que ele alcançaria o sonho de se tornar médico. Estou muito feliz e orgulhosa”, declara.

Da Assessoria de Comunicação SEE

Comentários

Outras notícias