Black Friday Ubannet

21/01/2019 às 10h53m - Atualizado em 22/01/2019 às 11h46m

PM é encontrado morto, encapuzado, algemado e com perfurações pelo corpo

Vítima estava no banco de trás de um carro na Guabiraba, na Zona Norte do Recife, segundo a Polícia Militar. Ele estava de folga.

policial_militar_assassinado

Um policial militar foi encontrado morto no banco de trás de um carro no bairro da Guabiraba, na Zona Norte do Recife, nesta segunda-feira (21). Segundo a Polícia Militar (PM), o terceiro sargento estava algemado e encapuzado, com perfurações pelo corpo provocadas, provavelmente, por tiros.

A vítima foi identificada como Rochester Cavalcanti Belém, lotado no 16º Batalhão. A PM aponta que ele não estava de serviço e que a arma dele não foi levada.

Após fazer a primeira análise no local do crime, o delegado Francisco Oscélio explicou que o corpo deve ter sido abandonado no local. "O corpo foi abandonado nesse carro que, não sabemos ainda, mas aparentemente é dele, da vítima. Aparentemente, a execução não aconteceu no local onde o corpo foi encontrado", disse o policial.

Segundo ele, parentes da vítima não souberam dizer qual foi a última vez que o policial foi visto com vida. A perícia avaliou que o crime pode ter ocorrido na madrugada desta segunda.

"Precisamos saber o que ele fez nas últimas horas para, então, chegar aos autores do crime e saber a motivação. A gente precisa fazer essa regressão das últimas horas de vida da vítima", afirmou o delegado.

A Polícia Civil informou que, apesar de o delegado Francisco Oscélio ter feito a cena do crime, o inquérito vai ficar sob a responsabilidade da 5ª Delegacia de Homicídios.

A área ficou isolada durante a manhã para que peritos do Instituto de Crimalística (IC) fizessem a perícia do local do crime. Por volta das 12h, o veículo foi encaminhado para a delegacia.

Homicídios

Ao longo do ano de 2018, 4.166 pessoas foram vítimas de homicídios em Pernambuco, segundo dados da Secretaria de Defesa Social. O balanço é o mais recente sobre mortes violentas no estado. O número representa uma redução de 23,2% em comparação com o ano de 2017, quando foram computados 5.427 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs).

Comentários

Outras notícias