Black Friday Ubannet

15/01/2017 às 12h39m - Atualizado em 19/01/2017 às 14h28m

Compesa contesta ação do Ministério Público de Pernambuco

O MPPE acusou a Compesa de fornecer água imprópria para consumo humano em Timbaúba, Tamandaré e Petrolina

A Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) rebate as acusações de que não estaria fornecendo água própria para consumo humano em Tamandaré, Petrolina e Timbaúba, motivo de ação civil pública ajuizada pelo MPPE.

A empresa divulgou por nota investimentos realizados nas referidas Estações de Tratamento de Água e negou haver sido detectada a presença da bactéria Escherichia coli em todos os testes realizados nos últimos 12 meses.

Segundo a Companhia, o tratamento de água nas três cidades está de acordo com a Portaria nº 2914/11, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre procedimentos de controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano.

Comentários

Outras notícias