Black Friday Ubannet

14/01/2018 às 11h18m - Atualizado em 14/01/2018 às 11h22m

Juiz autoriza dissolução de diretório estadual do PMDB

Com a decisão, o grupo do deputado Jarbas Vasconcelos e do vice-governador, Raul Henry, sofre um revés considerável faltando poucos meses para as eleições.

fernando_bezerra_coelho

O senador Fernando Bezerra Coelho consegui, por meio judicial, obter a dissolução do diretório pernambucano do PMDB [que mudou de nome e agora se chama MDB]. Nesta quinta-feira (11), o juiz José Alberto de Barros Freitas Filho, da 26ª Vara Cível da Capital, revogou parcialmente a liminar que suspendia o processo de dissolução do diretório estadual do partido pela Executiva Nacional da agremiação. Com a decisão, o grupo do deputado Jarbas Vasconcelos e do vice-governador, Raul Henry, sofre um revés considerável faltando poucos meses para as eleições.

"Revogo parcialmente a tutela de urgência de natureza cautelar anteriormente deferida, no tocante à suspensão do processo de dissolução do Diretório Estadual do PMDB em Pernambuco e autorizo que o procedimento seja promovido pela Comissão Executiva Nacional, nos termos do Estatuto registrado no TSE", disse o magistrado em sua decisão.

jarbas_vasconcelosCeleuma no partido começou duas semanas após Fernando deixar o PSB e migrar para o PMDB. Na ocasião, o presidente da legenda, o senador Romero Jucá (RR) fez uma manobra e aprovou mudanças no estatuto do partido visando afastar o grupo de Jarbas e Henry do comando da sigla em Pernambuco. Jarbas é membro do chamado PMDB histórico e crítico do governo Michel Temer. Já FBC tem o filho Fernando Coelho Filho à frente do Ministério das Minas e Energia.

Após a manobra de Jucá, FBC s e posicionou como pré-candidato ao governo do Estado, contra a reeleição do governador Paulo Câmara (PSB), que tem Jarbas e Henry como aliados. Com a incerteza rodando, o PSB ofereceu espaços para ambos.

Do Pernambuco 247

Comentários

Outras notícias