14/01/2015 às 09h34m - Atualizado em 14/01/2015 às 10h06m

PPS pernambucano expulsa nove por infidelidade

Com a decisão, oito vereadores e um vice-prefeito serão expulsos do partido.

A direção do PPS em Pernambuco decidiu pela expulsão de nove de seus integrantes acusados de infidelidade partidária nas eleições do ano passado. Com a decisão, oito vereadores e um vice-prefeito serão expulsos do partido. Outros dez casos de infidelidade partidária estão sob análise da cúpula da legenda.

De acordo com nota expedida pela direção do PPS, os acusados de não seguirem a orientação do partido nas eleições para deputado estadual e federal não apresentaram suas defesas dentro do prazo estabelecido. Os demais acusados de infidelidade partidária apresentaram suas defesas e terão os seus casos avaliados pela Comissão de Ética da legenda.

Segundo a presidente estadual do PPS, o partido não pretende pedir o mandato dos infiéis.


Pernambuco 247

Comentários

Outras notícias