GB Bateiras

14/01/2015 às 09h59m - Atualizado em 14/01/2015 às 10h05m

Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denuncia padrasto que matou enteados a facadas na semana do Natal

Crime ocorreu na casa da família, no bairro da Estância. Acusado está no Cotel

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denunciou à Justiça, na última sexta-feira (9), os assassinatos praticados pelo gari Robson Fernandes dos Santos, de 46 anos, contra seus dois enteados, no dia 22 de dezembro, no bairro da Estância, na Zona Oeste do Recife. O promotor de Justiça Carlos Eduardo Seabra pediu a condenação por homicídio duplamente qualificado. O caso seguiu para a 4ª Vara de Justiça. O responsável pelas mortes está no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife.

A Polícia Civil concluiu o inquérito em apenas oito dias. Conforme as investigações, Marcos Antônio Ferreira, de seis anos, e Eduarda da Silva, de sete, teriam recebido 25 facadas, cada um, enquanto dormiam. O sepultamento ocorreu no dia seguinte. Já Robson foi detido dois dias depois, na rua da Aurora, na área central do Recife. Em depoimento ao delegado Ivaldo Pereira, da 4ª Delegacia de Homicídios, ele confessou ter praticado o crime para se vingar da mãe das crianças, que não estava em casa no momento dos homicídios. O acusado alegou que queria que a companheira se sentisse culpada por priorizar os filhos ao invés dele. O casal havia discutido na noite anterior.

“A materialidade e a autoria estão comprovadas pelos depoimentos testemunhais colhidos em sede policial, recognição visuográfica do local do crime, certidão de óbito das vítimas e confissão do próprio denunciado”, argumentou o promotor Carlos Eduardo Seabra, ao oferecer a denúncia.


Da Folha PE

Comentários

Outras notícias