Black Friday Ubannet

14/01/2014 às 10h13m

Pernambuco apresenta redução de homicídios pelo sétimo ano consecutivo

No período o Programa Pacto Pela Vida salvou 7.889 vidas.

O programa Pacto Pela Vida, implantado pelo Governo de Pernambuco em 2007, registrou, pelo sétimo ano consecutivo, uma redução de 7,6%, em 2013, na comparação com 2012, na taxa de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI), que mede o número de homicídios e latrocínios por 100 mil habitantes. Desde sua criação, o Pacto Pela Vida reduziu em 39,10% a taxa de CVLI’s, o que significa um total de 7.899 vidas salvas em sete anos. Ao alcançar sete anos consecutivos de queda na criminalidade, o Estado é o único do Nordeste que apresenta declínio nos índices de violência. O mesmo acontecendo com o Recife, única capital nordestina a reduzir os índices de homicídios.

Na análise dos dados por município, apenas em 2013, a capital pernambucana apresentou uma queda de 24,7% na taxa de homicídios e obteve 140 dias sem ocorrência de assassinatos. Na tabulação dos números nos últimos sete anos, Recife atingiu um patamar de redução de 60,88%. Para colaborar na redução da violência, a gestão municipal, após receber sugestões de vários setores da sociedade, lançou, no último mês de julho, o Pacto pela Vida do Recife, primeiro plano municipal de segurança pública do Brasil. Também foram instaladas 40 câmeras de videomonitoramento, em 13 bairros da cidade, reforçando a segurança em praças, parques e nas proximidades de escolas municipais.

Além dos vários municípios que diminuíram seus índices de CVLI, 13 cidades pernambucanas não registraram nenhum homicídio durante todo o ano de 2013. São eles: Salgadinho, Brejinho, Solidão, Buenos Aires, Calumbi, Frei Miguelinho, Granito, Ibirajuba, Ingazeira, Poção, Santa Filomena, Triunfo e Verdejante. O distrito de Fernando de Noronha também não registrou homicídios no ano passado. Pela primeira vez na história, Pernambuco celebrou um dia inteiro sem que fosse registrada uma única morte violenta. O fato aconteceu em 29 de abril, quando os 184 municípios do Estado zeraram os índices contabilizados pelo Pacto Pela Vida.

O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, atribuiu os resultados à decisão política do governador Eduardo Campos de ter optado pela criação efetiva de uma política de segurança pública e Defesa Social para o Estado. “Com a decisão, buscamos conhecer quais eram os problemas que levavam à violência e, a partir de um diagnóstico, investimos na complementação do efetivo, na integração entre os órgãos operativos da SDS e em parceria com o Poder Judiciário, Ministério Público e outros setores da sociedade civil organizada”, destacou.

Em 2013, vários destaques foram fundamentais para a redução da violência no Estado. Para colaborar no combate ao crime foram nomeados 1.368 soldados da Polícia Militar, 414 agentes e 200 escrivães na Polícia Civil. Foram instaladas mais 280 câmeras, totalizando 573 em todo o Estado. Outro destaque importante diz respeito ao reforço no trabalho realizado pela Patrulha do Bairro. Mais 106 viaturas entraram em operação, totalizando 296 equipes realizando patrulhamento na capital, Região Metropolitana e Interior do Estado. As operações de repressão qualificada, no ano passado, continuaram colaborando na redução de CVLI. Foram 30 operações com 573 pessoas presas, com destaque para as operações Disciplina, Zero Bala e Última Jogada realizadas pelos órgãos operativos da SDS.

Operacionalidade – Ações repressivas também colaboraram para manter a curva decrescente da violência no Estado. Até novembro de 2013 foram apreendidas 1,1 toneladas de crack convertido e oito toneladas de maconha. As polícias pernambucanas cumpriram 7.444 mandados de prisão e realizaram 26.082 prisões em flagrantes além de remeter à justiça até novembro 47.270 inquéritos. “Ainda há muito trabalho pela frente. Esse trabalho não para. O Pacto pela Vida não é formado apenas pelo trabalho de repressão, da polícia, mas também pelo trabalho das outras secretarias parceiras. Por um trabalho forte na prevenção social”, acrescentou Frederico Amâncio, coordenador do Pacto pela Vida e Secretário de Planejamento e Gestão de Pernambuco.

Comentários

Outras notícias