13/01/2015 às 08h05m - Atualizado em 13/01/2015 às 11h04m

Pernambuco tem a primeira mulher diplomada ao senado

Eliane Rodrigues ingressou no movimento social pelo direito das mulheres canavieiras da Zona Mata pernambucana há mais de 40 anos, criando a primeira instituição de mulheres da região

A recente diplomação da suplente ao senado, Eliane Rodrigues (PSB), eleva o Estado de Pernambuco a entrar para história política do País a ter a primeira mulher diplomada ao cargo no senado federal.

Na história recente do Brasil, desde que o senado foi criado, em 1824, Pernambuco nunca havia tido uma mulher com representação na mais alta corte política. Muitas até candidataram-se ao poste de senadora, mas não conseguiram ser diplomadas ao cargo.

Eliane Rodrigues ingressou no movimento social pelo direito das mulheres canavieiras da Zona Mata pernambucana há mais de 40 anos, criando a primeira instituição de mulheres da região – Associação das Mulheres de Nazaré da Mata – Amunam. O trabalho desafiador da socialista rendeu-lhe reconhecimentos local, regional, estadual, nacional e internacional.

Em 2014, o então ex-governador de PE, Eduardo Campos, morto em um acidente aéreo no mês de agosto, fez um convite à Eliane Rodrigues para ocupar o lugar de segunda suplente na chapa majoritária do Partido Socialista Brasileiro ( PSB), em Pernambuco. O convite de pronto foi acatado por Eliane, que assumiu junto aos demais do partido, uma intensa maratona de campanha e honra ao desafio que lhe foi proposto.

A morte de Campos em meio à campanha se tornou um motivo a mais para o trabalho de Eliane, no qual, ficaria órfão do seu padrinho político.

Antes de deixar o cargo de governador de Pernambuco para disputa à Presidência da República, Eduardo Campos, fez uma visita à Amunam, onde reforçou os votos de considerações e apresso que ele tinha ao trabalho que foi idealizado por Eliane Rodrigues em prol das mulheres.

Eliane, inspirada na última frase de Eduardo Campos concedida em entrevista à TV Globo - “Não vamos desistir do Brasil”, se uniu a outras mulheres e venceu as eleições de 2014 com uma votação expressiva, de 10.631 votos válidos, contra 4 mil do candidato do PT, João Paulo, em Nazaré da Mata.

Agora, a senadora vai entrar para o cenário político como uma mulher que também ajudou a mudar PE na política.


Por Salatiel Cícero

Foto: Salatiel Cícero

Comentários

Outras notícias