10/01/2015 às 10h24m - Atualizado em 10/01/2015 às 10h44m

Ministro da Educação Cid Gomes defende criação do Enem online

No ano passado, 8,7 milhões inscreveram-se para realizar as provas do Enem.

O ministro da Educação, Cid Gomes (PROS), disse que a tendência é que as prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) sejam realizadas online. Apesar de defender que o Enem seja realizado por meio da internet, o ministro disse que não há uma data prevista para que a medida seja implementada. Segundo ele, o atual sistema, que envolve uma prova única aplicada simultaneamente em todos os estados do país, é um “aparato de guerra”.

“A tendência natural é que a gente não precise mais de todo esse aparato de guerra que é a realização de um exame único, no mesmo dia, em todos os lugares do Brasil, e que tem que se oferecer oito milhões de inscrições”, disse o ministro após uma conversa com o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB). No ano passado, 8,7 milhões inscreveram-se para realizar as provas do Enem.

A ideia do ministro é viabilizar um banco de dados digital com 80 mil questões. Os estudantes teriam um período de até um mês para se inscrever e realizar os exames online. “Por enquanto, é só uma ideia. Mas repito, é uma ideia em cima de tecnologias que já estão disponíveis”, ressaltou Cid Gomes.

“Se a gente tiver um grande banco de dados, com 80 mil questões, esse banco pode ser público, a gente não vai ter nenhuma preocupação com sala-cofre. E se alguém for capaz de resolver todas aquelas questões adequadamente, ele já é um gênio e merece entrar na faculdade”, complementou.

Cid visitou a capital pernambucana nesta sexta-feira (9) para conhecer soluções na área de educação de maneira que possam ser adotadas por outros estados. Pernambuco registrou os maiores avanços no Ideb do ensino médio nos últimos dois anos


Do Pernambuco 247

Comentários

Outras notícias