Black Friday Ubannet

10/01/2014 às 15h07m - Atualizado em 10/01/2014 às 15h51m

São Vicente Férrer : A polêmica na negociação do valor do crédito especial solicitado pelo prefeito continua na Casa Benigno Moura

A Sessão extraordinária desta vez com a presença dos nove parlamentares que formam a Câmara de Vereadores da cidade.

O impasse entre oposição e situação continua em São Vicente Férrer, após a ausência dos vereadores de oposição na sessão extraordinária na última quarta-feira (8), uma nova reunião foi marcada para o dia seguinte. Desta vez com a presença dos nove parlamentares que formam a Câmara de Vereadores da cidade, e uma multidão que acompanhava atentamente, todos munícipes presentes estavam anciosos pelo resutado.

Após a abertura dos trabalhos legislativos na Casa Benigno Moura, pelo Presidente Jairo Soares, por volta das 20 horas da quinta-feira (9), a vereadora Silvana da Chã (DEM) pediu vistas para analisar o Projeto de Crédito Especial. Com isso a sessão foi remarcada para esta sexta-feira (10), às 19h.

O Site Timbaúba Agora conveesou com a vereadora Silvana Cavalcante: “O que está acontecendo no município é uma atrocidade estão atropelando todas as leis para simplesmente fazer o que foi determinado pelo prefeito Flavio Regis. A oposição está dentro da lei fazendo nosso trabalho, por sinal, no pronunciamento que eles fizeram ontem, foi só denegrir a minha imagem completamente com muitas ofensas, na realidade não temos condições nem de falar. Eu solicitei vistas do crédito especial, porque não podemos como vereador votar um projeto sem sequer ler, pois o prefeito não quer dá tempo”.

Seguiu dizendo: “como o Presidente da Câmara Jairo Soares, inteligentemente concedeu o pedido de vista eu estou analisando o projeto e estudando as emendas que serão acionadas a ele, para fornecer a câmara um parecer que será apresentado em plenário nesta sexta-feira (10), e irá para votação em outra sessão a ser marcada, conforme a determinação da Presidência da Casa, pois regimentalmente não pode ser apresentada a proposta e votada na mesma sessão”.

Continuou a líder oposicionista: “Todo este impasse está na negociação do valor do crédito especial solicitado pelo prefeito Flavio Regis (PSDB), para que pudesse dar andamento aos trabalhos do município no mesmo valor, mas ainda não houve acordo com a bancada oposicionista, pois o orçamento de 2014, previsto em R$ 50 milhões, foi rejeitado pela Câmara de Vereadores, em dezembro”. Os vereadores alegam que não aprovaram ainda como forma de pressionar o executivo a ter mais transparência na prestação de contas.

Após o encerramento dos trabalhos legislativos da polêmica sessão extraordinária, uma multidão de cidadãos vicentinos estava aglomerada em frente à Casa Benigno Moura, atendendo a convocação do prefeito do município. Com opiniões dividas sobre o impasse entre o Legislativo e o Executivo Municipal,

Também no local um forte aparato da Polícia Militar para garantir a integridade dos políticos, e da população presente, carros de som reproduziam discursos inflamados do prefeito, dos vereadores governistas e convidados.

Trata-se de um fato político inédito para a pequena e pacata cidade de 17 mil habitantes, localizada no Agreste pernambucano. Tamanho a importância, o fato chamou a atenção da imprensa regional e de vários veículos de comunicação da capital do estado.

Comentários

Outras notícias