GB Bateiras

09/01/2016 às 05h28m - Atualizado em 09/01/2016 às 11h57m

Biblioteca Pública abre as portas para curso de tecnologia voltado para internos da Funase

Socioeducandos farão curso de informática no local

O ano de 2016 começou com um projeto bem legal na Biblioteca Pública do Estado (BPE). Trata-se do “Incluir é preciso: a informática como instrumento de socialização”, que terá início na próxima segunda-feira (12), a partir das 9h, e contemplará 20 socioeducandos da Fundação de Atendimento Socioeducativo (Funase). Eles farão um curso de informática com foco em mídias sociais no equipamento.

As aulas vão inaugurar o ambiente e os computadores cedidos pelo Comitê para a Democratização da Informática (CDI), através do projeto CDI Bibliotecas, patrocinado pela Fundação Bill e Melinda Gates, em premiação à BPE em 2015. A sala, composta por dez máquinas modernas, vai acolher as duas turmas de dez alunos durante quatro meses. As aulas vão desde lições básicas de informática ao uso das redes sociais. A Funase disponibilizará um instrutor para todo o curso.

“Todos os projetos que pensamos, apresentamos à CDI antes de executar. Este espaço servirá para colaborarmos com a política do Estado, que é a da ressocialização. Além das aulas de informática, a gente quer também que esses jovens participem das atividades culturais da Biblioteca”, declarou Roberta Guedes Alcoforado, gestora da BPE.

A Biblioteca Pública do Estado foi premiada num grupo de 50 instituições públicas do país com computadores e treinamento de pessoal para uso de tecnologias da informação pelo CDI Bibliotecas. Os dez computadores instalados no espaço ficarão à disposição do equipamento durante dois anos para que sejam desenvolvidos projetos sociais. O CDI utiliza a tecnologia como ferramenta de transformação social, estimulando o empreendedorismo, a educação e a cidadania nas comunidades.


As informações são da Assesoria de Comunicação da Secretaria Estadual de Educação
Foto: Ademar Filho

Comentários

Outras notícias