Ubannet

15/07/2017 às 11h01m - Atualizado em 15/07/2017 às 12h06m

Pernambuco: Mês de junho registra menor número de homicídios no ano, segundo SDS

Crimes contra o patrimônio, roubos de veículos, violência doméstica e estupros também registraram queda no período

estatistica_de_junho

O mês de junho comprova tendência de queda dos números da violência em Pernambuco. No período, o Estado registrou um total de 380 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), 77 casos a menos que o mês anterior, que havia somado 457 ocorrências. As estatísticas da segurança pública pernambucana estão disponíveis no portal da SDS.

“Junho foi o mês que apresentou o menor número de homicídios em 2017 no Estado. Essa queda representa uma redução de mais de 14% nas ocorrências diárias de mortes em Pernambuco. Dos 380 casos notificados, mais de 55% são motivados por tráfico de drogas ou entorpecentes, acerto de contas e outras atividades criminais”, disse o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua.

Os Crimes Violentos contra o Patrimônio (CVPs), incluindo roubos a veículos, também atingiram o menor registro do ano. No total, foram 9.624 registros no mês de junho, uma queda de mais de 11% em relação a maio, que registrou um total de 10.912 ocorrências. Em relação à média diária, essa redução foi de mais de 8%, já que em junho verificou-se uma média de 320 casos registrados por dia, contra 352 do mês de maio.

No recorte referente aos roubos de veículos, a queda se manteve. Foram 1.727 ocorrências no mês de maio, contra 1.614 no mês de junho, uma redução de mais de 6%. Essa redução reflete-se ainda nos indicadores de violência doméstica e estupros, que tiveram queda de 11,8% e 18,2%, respectivamente. No último mês, foram contabilizados 2.337 casos de violência doméstica e familiar, contra 2.649 no mês de maio (312 ocorrências a menos). Já em relação aos estupros, as queixas caíram de 170, em maio, para 139 em junho, ou seja, 31 casos a menos.

Estabilização – O mês de junho registrou uma estabilização em alguns tipos de ocorrências, como roubos a ônibus, agências bancárias, arrombamento de caixas eletrônicos e assaltos a carros fortes. “Após um período de sucessivas quedas, é comum que algumas ocorrências passem por um momento de estabilidade. O trabalho da segurança pública no Estado continua sendo reforçado. E esse esforço tem se refletido diretamente no resultado das ações policiais. Só em junho, foram 1.970 pessoas autuadas em flagrante delito em Pernambuco, o que mostra que estamos presentes na rua, trabalhando para garantir a segurança do pernambucano”, ressalta Pádua.

Umas das prioridades da secretaria, o combate aos roubos a ônibus, apresenta uma redução de 46%, no período de janeiro a junho. A partir do trabalho integrado realizado pela Operação Transporte Seguro da PMPE e pela força tarefa da Polícia Civil, 89 suspeitos foram presos ou apreendidos em 2017.

“Temos reforçado as abordagens com pontos de bloqueios em horários de pico e nos principais corredores da capital e região metropolitana. Com o empenho das forças policiais vamos continuar atuando para inibir este tipo de ocorrência”, reforça o secretário. Junho também foi o primeiro mês de 2017 a não registrar um assalto a carro forte. No mês de maio, apenas um caso havia sido registrado.

PRODUTIVIDADE – Ainda no mês de junho, os efetivos das Polícias Militar e Civil apreenderam 233 armas, cumpriram 432 mandados de prisão, apreenderam 453 menores de idade por ato infracional e registraram um total de 392 ocorrências por tráfico de drogas. “Os números que estamos atingindo mês a mês mostram o empenho do Governo do Estado e das forças de segurança para proporcionar tranquilidade aos pernambucanos. Com muita dedicação e trabalho a sensação de segurança será restabelecida”, concluiu Pádua.

Comentários

Outras notícias