Black Friday Ubannet

10/06/2019 às 11h29m - Atualizado em 10/06/2019 às 12h33m

Universidade Federal de Pernambuco descobre suposto ataque armado tramado na deep web

Atentado usando um fuzil semiatomático AR-15 estaria sendo articulado na parte oculta ao grande público nos mecanismos de busca

ufpe_1

A Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) acionou a Superintendência de Segurança Institucional (SSI) para investigar com a Polícia Federal e a Militar de Pernambuco (PM) um suposto ataque armado à instituição. O atentado estaria sendo articulado na deep web, parte da internet oculta ao grande público nos mecanismos de busca.

Em comunicado oficial, a UFPE informou que tomou conhecimento depois que prints de uma conversa começaram a circular na internet. Nas publicações, um dos internautas revela que havia planejado um ataque com um fuzil semiatomático AR-15 na quarta-feira (5).

Ele conta que a ação só não ocorreu por causa de uma ronda da polícia no local. A arma atinge longas distâncias e tem velocidade três vezes mais rápida que as armas comuns. Quando disparada provoca efeito de rajada e no corpo, causa ferimentos que podem destruir órgãos internos.

“Infelizmente uma ronda constante da PM existe no local. Mas eu hei de voltar, contra esquerdistas nem argumentos, diálogos e fatos vingam. Porém, as balas farão um efeito que eles jamais vão esquecer”, escreveu o suposto atirador.

Em seguida, outro usuário reclama do fato de o local do ataque ter sido revelado. “Calma. Estou esperando que a segurança vacile (o que demora um pouco pela questão da violência nas redondezas). Estou aqui compartilhando isso com vocês”, explicou o primeiro usuário.

Depois, um terceiro internauta aconselha que o primeiro espere até o segundo semestre porque deverá haver mais estudantes no local. “No próximo semestre irei fazer o meu ACTM na UFPR e nenhum negro da Abin pode me parar”, escreveu.

A UFPE, por sua vez, destacou a importância do trabalho integrado realizado na instituição com os órgãos de segurança pública, que funciona de forma preventiva. De acordo com a superintendência, a Polícia Federal e a Secretária de Defesa Social já estão monitorando o caso, o que também está sendo feito pela própria segurança da UFPE.

Todo o material coletado pela UFPE na internet foi encaminhado pela SSI às autoridades.

Comentários

Outras notícias