Black Friday Ubannet

07/06/2019 às 19h44m - Atualizado em 07/06/2019 às 20h05m

Xand Avião e Solange Almeida são investigados por tráfico internacional de drogas

Sócios de banda afirmaram que investigação foi arquivada por falta de provas

avioes_do_forroFoto: Timbaúba Agora- Informações: Correio24horas

O Ministério Público Federal (MPF), por meio da procuradoria regional da República, decidiu pela continuidade de um procedimento investigatório criminal que envolve os cantores Solange Almeida e Xand Avião. Eles estão sendo investigados por tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, ameaças, formação de quadrilha e homicídios.

Além dos artistas, a investigação envolve também Antonio Isaias Paiva Duarte, Zequinha Aristides Pereira, Carlos Aristides de Almeida Pereira e Francisco Claudio de Melo Lima, todos sócios da empresa A3 entretenimentos, que cuida da carreira da banda de forró.

"O arquivamento do presente inquérito é prematuro, com a devida vênia à Procuradora da República oficiante", diz um trecho do documento.

O processo teve origem em 2014. Em nota, sócios da banda afirmaram que já foi arquivado. O POVO Online entrou em contato com a Justiça Federal, Ministério Público Federal e Polícia Federal. O poder judiciário, ao contrário do que afirmou a assessoria de imprensa da Aviões do Forró, respondeu que existe uma investigação em curso na PF para apurar as denúncias feitas pelo suposto ex-sócio da banda.

Em 2013, o juiz Ricardo Ribeiro Campos “indeferiu o pedido de arquivamento em relação ao delito de tráfico internacional de drogas e demais delitos conexos por considerar que o caso merece ser aprofundado e que ainda existem diligências a serem promovidas”. Na mesma época, o magistrado concordou com o arquivamento “do procedimento investigatório em relação ao crime de sonegação de impostos federais, todavia, ressalvando a possibilidade de sua reabertura caso fatos novos sejam trazidos em ulteriores investigações”, escreveu na decisão judicial.

Leia a íntegra da nota divulgada pela assessoria da banda Aviões do Forró

AVIÕES DO FORRÓ: FATO OU FAKE

Por meio de nota enviada à imprensa de todo o país, a empresa Aviões do Forró esclarece os pontos abaixo citando o que é fake e o que é fato:

É FAKE

Que Isaías Cds, um dos sócios da Banda Aviões do Forró, teria estuprado a ex-vocalista da banda, Solange Almeida.

É FATO

Não houve qualquer denúncia ou registro policial desta natureza. Tal notícia falsa vem sendo compartilhada por correntes de whats app, redes sociais e até mesmo veículos de imprensa de forma absolutamente irresponsável.

É FALSO

Que a ex-vocalista Solange tenha pedido 5 milhões como indenização por ter saído do Aviões do Forró.

É FATO

A ex-sócia pede uma prestação de contas. Tal pedido será julgado pela justiça, que vai decidir se ela receberá algum valor ou terá que pagar valores.

É FAKE

Que acaba de ser deflagrada uma ação fiscal contra a banda Aviões do Forró.

É FATO

Esta é uma ação de 2016 e a banda já cumpre pontualmente, normalmente e legalmente com seus deveres fiscais.

É FAKE

Que os sócios do Aviões do Forró, Isaías Cds e Xand Avião, estariam sendo investigados por tráfico internacional de drogas.

É FATO

Em 2012 houve uma denúncia anônima, que já foi provada como absolutamente falsa e sem sentido. O processo aberto a partir dessa denúncia foi extinto e arquivado por absoluta ausência de provas.

Ajude-nos no combate à cultura da fake news – notícias falsas – que se espalham de forma descontrolada pelo nosso país.

 CONFIRA:

Comentários

Outras notícias