Black Friday Ubannet

12/02/2018 às 10h49m - Atualizado em 12/02/2018 às 16h10m

Carnaval de Pernambuco espalha alegria e tradição por todo o Estado

Governo de Pernambuco aporta R$ 14,8 milhões e garante mais um período de festa da cultura popular e valorização dos artistas pernambucanos

carnaval_marco_zero

No pique do frevo e de outras manifestações que marcam a nossa identidade cultural, o Carnaval de Pernambuco 2018 já toma conta das ruas, terreiros e equipamentos culturais. Em mais uma edição, o Governo do Estado, por meio da Secult/Fundarpe e Seturel/Empetur, crava neste período festivo o selo da valorização dos artistas, mestres e brincantes que mantêm vibrante a nossa cultura.

Seja na Região Metropolitana do Recife, na Zona da Mata, no Agreste ou no Sertão do Estado, a brincadeira tradicional está garantida com o investimento estadual na ordem de R$ 14,8 milhões. Mais de 600 artistas de palco, agremiações e orquestras - todos pernambucanos - vão animar a folia em cerca de 60 municípios, deixando ainda impactos positivos para o turismo, arranjos criativos e a economia local das diferentes regiões. Este ano, mais de 110 blocos e agremiações carnavalescas também estão contando com o apoio do Governo Estado para eventos como o V Baile Popular de Olinda e os 40 anos do Baile dos Artistas do Recife.

Outro importante marco do investimento estadual na folia deste ano é o repasse de recursos para os Carnavais de Recife e Olinda; além do patrocínio ao maior bloco carnavalesco do mundo, o Galo da Madrugada.

O Secretário Estadual de Cultura, Marcelino Granja, celebra a consolidação de uma importante conquista da política cultural em curso, a Convocatória do Ciclo Carnavalesco: “Estamos assegurando nos festejos municipais toda a riqueza da nossa cultura popular e a música de tradição carnavalesca, uma forma de reafirmar o jeito pernambucano de brincar um carnaval democrático, plural e diverso".

Pelo segundo ano consecutivo, a Convocatória do Ciclo Carnavalesco orientou que 30% dos recursos fossem destinados à categoria de Cultura Popular; 40% a representantes da Música da Tradição Carnavalesca; 10% para Orquestras de Frevo; e 20% aos grupos e artistas da Música Popular Brasileira.

A presidente da Fundarpe, Márcia Souto, comenta ainda o sucesso das programações carnavalescas realizadas nos equipamentos culturais geridos pelo Estado: "diversas agremiações de coco, frevo, samba, bois, maracatu e afoxé já atraíram um grande público para a Casa da Cultura e a Torre Malakoff, otimizando espaços que também são patrimônios de Pernambuco e precisam ser cada vez mais visitados, reconhecidos". A programação do Carnaval na Malakoff 2018 também impulsionou um volume de negócios em torno de R$ 50 mil para 26 marcas de design, moda e artesanato pernambucanos que participaram da ExpoCarnaval.

De acordo com o Secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, "a previsão é que o Estado receba 1,7 milhão de turistas durante o Carnaval, injetando R$ 1,2 bilhão na economia. Isso representa um incremento para os vários gastos com serviços como hospedagem, alimentação, transportes. Há também o alcance a diversos profissionais do setor, exemplo de donos de meios de hospedagens, restaurantes e autônomos, como tapioqueiras, artesão, vendedor de coco, camareiras, balconistas, entre outros”.

A folia nos municípios é uma realização das Prefeituras e dos grupos culturais independentes, cabendo ao Governo do Estado apoiar as programações. Neste formato, itens como montagem dos palcos, som, iluminação, segurança privada e ordenamento do trânsito são responsabilidades assumidas pelas Prefeituras, com o objetivo de proporcionar o melhor carnaval para artistas e público.

DESTAQUES DO CARNAVAL 2018 NOS MUNICÍPIOS

SHOWS
Para fortalecer o Carnaval das cidades, o Governo do Estado contratou grandes atrações de palco, tais Nena Queiroga, Elba Ramalho, Gerlane Lops, Spok Frevo Orquestra, Almir Rouche, Beto Hortiz, Ed Carlos, Som da Terra, Orquestra Contemporânea de Olinda, Maestro Forró, Nono Germano, Claudionor Germano, D'Breck, Aurinha do Coco, Rogério Rangel, Silvério Pessoa, Irah Caldeira, César Amaral, Liv Moraes, Karynna Spinelli, Romero Ferro, Mônica Feijó, Benil, Geraldinho Lins, Geraldo Maia, Quinteto Violado, Carlinhos Monte Verde, Dudu do Acordeon, Cassio Sete, Combo X, Josildo Sá, Victor Santos, Marrom Brasileiro, Cristina Amaral, André Rio.

CORTEJOS
Ruas e praças dos municípios serão ocupadas por toda a diversidade da cultura popular pernambucana. Entre os grupos contratados pelo Governo do Estado, estão: Elefante de Olinda, Bloco Flor da Lira de Olinda, Maracatu Nação Pernambuco, Maracatu de Baque Solto Beija Flor de Aliança, Caiporas de Pesqueira, Bloco O Lira da Tarde, Orquestra Henrique Dias, Bonecos Gigantes de Olinda, Troça A Bela da Tarde e Seus Bonecos Gigantes, Orquestra Arrecifes Frevo, Escola de Samba D'Breck, O Bonde Bloco Carnavalesco Lírico, Maracatu de Baque Solto Águia Dourada de Glória do Goitá, Bloco da Saudade, Maracatu de Baque Solto Estrela Dourada de Buenos Aires, Bloco Lírico Menestres de Paulista, Maracatu Gavião da Mata, Bloco Lira da Noite, Maracatu Leão Formoso de Nazaré da Mata, Boi Estrela Solar, Nação do Maracatu Porto Rico, Orquestra Maestro Maia, Maracatu Cambindinha de Araçoiaba, Escola de Samba Preto Velho, Bloco Lírico Com Você no Coração, Maracatu Águia Dourada, Maracatu Gavião da Mata, Maracatu Leão das Cordilheiras de Glória do Goitá, Boi Maracatu, Escola Pérola do Samba, Orquestra 100% Mulher, Tribo de Índio Tupinambá, Boi Cara Branca de Limoeiro, Bloco Pierrot de São José, Bloco Compositores e Foliões, Folguedos de Surubim, Boi Pavão, Maracatu Piaba de Ouro, Coco de Nininha, Escola de Samba Galeria do Ritmo, Bloco Amantes das Flores de Camaragibe, Afoxé Ylê Xamba, Cavalo Marinho Estrela Brilhante, Clube de Bonecos Linguarudo de Ouro Preto, Urso Branco, Afoxé Ogbon Obá, Afoxé Oyá Tokolê Owo, Gigantes do Samba, Caboclinhos da Jurema, Bloco Lírico Cordas e Retalhos, Orquestra de Frevo Curica, Coco de Pareia, Coco de Cocar, Ciranda Praieira Pernambucana, Maracatu Tigre, entre outros.

PATRIMÔNIOS VIVOS NA PROGRAMAÇÃO
Moradores e turistas estão tendo a oportunidade de conferir de perto apresentações de 18 grupos e mestres da cultura pernambucana considerados Patrimônios Vivos do Estado com tradição carnavalesca. Por meio da Secult-PE e da Fundarpe, o Governo já contratou o Caboclinho Sete Flexas, Homem da Meia-Noite, Claudionor Germano, Orquestra Euterpina de Timbaúba, Clube de Bonecos Seu Malaquias, Banda Revoltosa, Banda Euterpina de Timbaúba, Maestro Duda, Maestro Ademir Araújo, Mestre Galo Preto, Cariri Olindense, Clube Indígena Canindé, Estrela de Ouro de Aliança, Maracatu Leão Coroado, Maracatu Estrela Brilhante de Igarassu, Orquestra Capa Bode, Sociedade Musical Curica e Banda Musical XV de Novembro.

ALGUNS MUNICÍPIOS QUE CONTAM COM O APOIO DO GOVERNO
Araçoiaba, Correntes, Sirinhaém, Catende, Santa Maria do Cambucá, Ferreiros, Vertente do Lério, Ribeirão, Timbaúba, Gameleira, Jaqueira, Pesqueira, João Alfredo, Lagoa do Carro, Barros, Feira Nova, Olinda, Triunfo, Cumaru, Glória do Goitá, Sertânia, Itambé, Bom Conselho, Surubim, Palmares, Nazaré da Mata, Vicência, Tacaimbó, Bezerros, Sanharó, Salgadinho, Vitória de Santo Antão, Passira, Arcoverde, Lagoa de Itaenga, Camaragibe, Paulista, Goiana, São José da Coroa Grande, Macaparana, Chã de Alegria, Itapissuma, Cortês, Lagoa dos Gatos, Limoeiro, Itamaracá.

Comentários

Outras notícias